Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/698
Title: Gênese e ocupação pré-histórica do Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre : uma abordagem a partir da caracterização paleoambiental do Vale do Rio Carnaúba-RN
Authors: MUTZENBERG, Demétrio da Silva
Keywords: Geoarqueologia; Área Arqueológica do Seridó; Reconstrução paleoambiental; Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre; Rio Carnaúba
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Silva Mutzenberg, Demétrio; Gabriela Martin Ávila, Maria. Gênese e ocupação pré-histórica do Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre : uma abordagem a partir da caracterização paleoambiental do Vale do Rio Carnaúba-RN. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Neste trabalho analisa-se a ocupação humana pré-histórica no Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre, localizado no vale do rio Carnaúba, Área Arqueológica do Seridó, a partir da perspectiva da arqueologia ambiental e da geoarqueologia. Para isto procurou-se realizar uma caracterização paleoambiental do vale do rio Carnaúba a partir da análise da gênese, temporalidade e dos processos responsáveis pela formação dos depósitos sedimentares confinados no sítio arqueológico e nos terraços aluviais. A interpretação dos indicadores paleoambientais dos depósitos estudados foi realizada por meio de análises sedimentológicas, da difratometria de raios-X da fração argila e da datação absoluta de camadas por luminescência opticamente estimulada (LOE), visando estabelecer vínculos formativos entre os ambientes deposicionais de encosta e os de caráter fluvial. A partir de uma análise espacial da distribuição das áreas com evidências de ocupação humana e da caracterização paleoambiental dos ambientes deposicionais da bacia do rio Carnaúba, foram sugeridos possíveis fatores de ordem físico-natural que teriam favorecido a escolha desta área para a fixação de grupos humanos. Foi analisada ainda a formação do depósito arqueológico do Sítio Pedra do Alexandre e realizada uma correlação entre os sepultamentos datados entre 9400±35 e 2620±60 anos AP por 14C e as interpretações paleoambientais para o vale do rio Carnaúba. Foi observado que a formação do depósito sedimentar do Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre mostrou-se de origem anterior à ocupação humana naquele local, sendo formado a partir de eventos de grande magnitude ocorridos há cerca de 58000 e 18000 anos AP. A partir de análises estratigráficas foi possível chegar à conclusão que o depósito arqueológico Pedra do Alexandre é quase completamente formado por processos pós-deposicionais causados pelos rituais de sepultamentos executados pelos grupos humanos. Foi possível observar ainda as ocupações humanas no Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre deram-se em um período bastante vasto, mesmo que possivelmente não contínuo, demonstrando assim sua adaptabilidade a diferentes condições ambientais ocorridas durante o Holoceno. O momento provavelmente mais favorável para a ocupação humana esteve relacionado ao Holoceno Médio, ali caracterizado por um clima ainda provavelmente úmido e quente e apontando para um possível reestabelecimento da cobertura vegetal relacionado a um regime pluviométrico mais estacional e regular
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/698
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Arqueologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2361_1.pdf6.04 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.