Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6925
Título: Subtração mínima para sistemas competitivos do tipo Lifshitz
Autor(es): Vilbert de Souza Santos, Messias
Palavras-chave: Grupo de renormalização; Teoria de campos (Física); Mecânica estatística; Fenômenos críticos
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Vilbert de Souza Santos, Messias; de Moura Leite, Marcelo. Subtração mínima para sistemas competitivos do tipo Lifshitz. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Física, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: Sistemas competitivos arbitrários do tipo Lifshitz apresentam diversos eixos de competi ção e podem ser tratados pelo modelo CECI, que é o caso mais geral dentre os modelos que exibem o ponto de Lifshitz como característica. Para formular o problema das transições de fase nesses exemplos de sistemas complexos, introduzimos uma técnica de teoria de campo escalar de massa nula e aplicamos o método de subtração mínima, como meio de renormalização, para calcular, perturbativamente, os expoentes críticos do modelo CECI, tanto no caso anisotrópico, quanto no caso isotrópico. Para o caso isotrópico desse modelo, conseguimos também calcular os expoentes críticos exatamente até O(2 n) (até O(3 n) para a dimensão anômala n), o que nos permitiu por a prova a aproximação realizada nos outros casos. É importante frisar que o cálculo dos expoentes críticos por subtração mínima para o caso isotrópico exato do modelo CECI é a novidade trazida por este trabalho
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6925
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Física

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo903_1.pdf1,67 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.