Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6906
Título: Contribuição no desenvolvimento de observadores de estado para o processo de hidrotratamento de óleo diesel (aplicação em controle inferencial)
Autor(es): Cristiano Dos Santos Camelo, Marteson
Palavras-chave: Hidrotratamento de Diesel;Redes neuronais;Neuro-fuzzy;Controle Inferencial
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cristiano Dos Santos Camelo, Marteson; Lucena, Sérgio. Contribuição no desenvolvimento de observadores de estado para o processo de hidrotratamento de óleo diesel (aplicação em controle inferencial). 2012. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Resumo: Devido a maior oferta de petróleos pesados e alto grau de contaminantes que os derivados deste possuem, os processos de hidrorrefino têm recebido atenção especial ao longo dos últimos por possibilitar a remoção de contaminantes e melhorar a margem de lucro das refinarias por tonar possível a obtenção de derivados de maior valor agregado. Entre esses o processo de hidrotratamento (HDT), no qual ocorre uma série de reações que utilizam o gás hidrogênio como reagente, foi o foco de estudo deste trabalho. Ao ser aplicado em correntes de Diesel o HDT realiza a remoção de contaminantes como enxofre e nitrogênio, aumentando a qualidade do mesmo. A unidade de HDT tem como principal equipamento o reator, que consiste em um leito com partículas sólidas, onde gás e líquido escoam em fluxo co-corrente ou em contracorrente. Apesar deste processo já ser maduro, o crescente aumento nas exigências de mercado demandam por melhorias no mesmo, a fim de atingir uma rentabilidade cada vez maior. Desta forma o uso de inferenciadores na estimação das variáveis tornaria possível o melhor acompanhamento do processo como também a implementação de novas estratégias de controle. Visto a relevância desse tema o presente trabalho abordou o desenvolvimento de observadores de estado para o reator do processo de HDT, para isto foi necessário a aquisição de dados do processo, o que foi conseguido através de um modelo matemático do reator, o qual foi denominado como planta virtual. Esta forneceu os dados para treinamento e validação dos inferenciadores aqui estudados: as redes neuronais e a neuro-fuzzy. No decorrer do trabalho foi definido o tempo de amostragem e o período de excitação do sinal através da menor constante de tempo. Para treinamento dos inferenciadores foi utilizado dois bancos de dados distintos, um com tempo de amostragem de 50s, onde este foi obtido pelo método da constante de tempo, e outro com amostragem de 10 minutos, em que as seguintes variáveis foram inferenciadas: concentração de compostos sulfurados, nitrogenados e olefinas na saída do reator. Dessas o melhor resultado foi obtido na inferência da concentração de compostos sulfurados realizada através da Rede Neuronal. Foi escolhida esta rede neuronal na implementação de um controlador PID e como modelo interno de um controlador NNMPC. O controlador PID cuja variável de controle foi à concentração de sulfurados foi chamado de controlador PID inferencial e os resultados deste se mostraram melhores do que os resultados obtidos pelo controlador NNMPC
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6906
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Química

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9473_1.pdf898,88 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.