Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6871
Title: Otimização do processo de fabricação de borracha termoplástica para controle do auto-acoplamento
Authors: Martins Palha Júnior, José
Keywords: Tremoplática; Autoacoplamento; Otimização
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Martins Palha Júnior, José; Medeiros Bastos De Almeida, Yêda. Otimização do processo de fabricação de borracha termoplástica para controle do auto-acoplamento. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: A borracha tornou-se, ao longo dos últimos dois séculos, uma das mais importantes matérias primas utilizadas industrialmente. Seu emprego tem crescido em qualidade e diversidade, principalmente a partir da descoberta do processo de vulcanização por Charles Goodyear (1838) e da introdução dos elastômeros sintéticos que vieram substituir a borracha natural em diversas aplicações. 0 conjunto de características que os diferentes tipos de borracha apresentam hoje, criaram um mercado diversificado que se estende desde a fabricação de pneus a aplicações em peças cirúrgicas passando por equipamentos industriais como correias transportadoras e de transmissão, absorvedores de impacto, solas de ca!çados, entre outros. A produção mundial de borracha no ano de 2002 foi de 15x10 toneladas, incluindo nesse total 7,9x1 06 toneladas de sintética. A expectativa de produção mundial para o ano de 2006 é de 17x1 06 toneladas, das quais 9x10" toneladas serão de elastômeros sintéticos. Isso significa, um crescimento mundial médio de 3% ao ano entre 2002 e 2006. Dentre os elastômeros sintéticos, um dos que apresenta melhor previsão de crescimento é a borracha termoplástica. Esse polímero tem uma expectativa de crescimento mundial de 3,3% ao ano, passando da produção de 1,4x10R toneladas em 2001 para 1,6x 106 toneladas no ano de 2006. As previsões são ainda melhores no mercado da América Latina, onde se espera um crescimento de 4,9% ao ano. Dentre as aplicações desse tipo de polímero, uma das que apresentam maior expectativa de crescimento é a de modificação de asfalto, tanto para pavimentação quanto para impermeabilização de lajes de concreto. Procurando atender esse mercado, a equipe de assistência técnica da PETROFLEX, verificou a necessidade de controlar com maior precisão a viscosidade da solução do TR (thermoplastic rubber) no asfalto. Foi observado que existia uma relação entre a variação da viscosidade da solução do produto e a presença de pequena quantidade de polímero de alto peso molecular (PAPM) no mesmo, embora o peso molecular médio estima-se dentro da especificação. 0 presente trabalho teve como finalidade identificar quais as variáveis do processo eram mais importantes para o controle e redução da quantidade PAPM e a partir desse conhecimento, estabelecer as condições operacionais ótimas para a manutenção dessa característica. Para isso, realizaram?se vários experimentos, utilizando-se a técnica do planejamento de fatorial. Após a conclusão desse trabalho, o produto que inicialmente apresentava um teor médio de 5% do PAPM, teve o teor reduzido para 2,9% em media. Ao mesmo tempo, a produtividade média da reação, que inicialmente era de 9,8 kg de polímero por minuto, atingiu o valor de 21,3 kg/minuto. Logo a metodologia utilizada permitiu atingir os objetivos desejados de qualidade do produto final e permitiu elevar a produtividade dos reatores industriais em 116%
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6871
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8029_1.pdf627.47 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.