Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6850
Title: Recuperação de rejeitos da clarificação de óleos vegetais por dessorção/extração
Authors: LIMA, Nélia da Silva
Keywords: Argila ativada; Rejeitos sólidos; Recuperação; Extração/Dessorção
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Silva Lima, Nélia; Augusto Moraes de Abreu, Cesar. Recuperação de rejeitos da clarificação de óleos vegetais por dessorção/extração. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Abstract: Argilas ativadas são normalmente usadas pelas indústrias na etapa de clarificação de óleos vegetais e então descartadas. Como até o momento não se encontrou nenhum uso para as argilas descartadas, isto está se tornando um problema crescente para a indústria e o meio ambiente. Argilas ativadas (Tonsil e Filtrol) utilizadas pelas indústrias de refino de óleos vegetais, na etapa de clarificação com a finalidade de remover pigmentos, são processadas como resíduos, recorrendo?se ao processo de dessorção/extração com solvente. 0 presente trabalho propõe a recuperação desse resíduo, cuja composição inclui pigmentos (clorofílicos e carotênicos) visando posterior aplicação ou possível reutilização pela indústria de óleos. Utilizou?se o processo de extração em leito fixo (Soxhiet) por solvente orgânico. Operando?se a 78'C, sob refluxo de solvente foram realizados ensaios que permitiram selecionar um melhor solvente eluente com o objetivo de remover a máxima quantidade de pigmentos da argila. Através da análise da eficiência de remoçao de piqmentos da argila comprovada pelos balanços de massa e por análise elementar de carbono e hidrogênio, foi selecionado o etanol como solvente eluente?extrator. de cerca de 11,60% superior ao hexario, 11,70% em relação ao éter de petróleo, 12,77% mais elevado que a mistura éter de petróleo+hexano e 3,21 % mais que a mistura éter de petróleo+etanol, foram obtidas após 4 horas de operação com refluxo. Para determinação da uma quantidade total aproximada de matéria orgânica impregnada foram realizados experimentos de calcinação dos quais obteve?se 4,7g de matéria orgânica para 110g de rejeito. Operações de 2 horas de processamento conduziram a uma remoção de cerca de 34% da massa total do rejeito, que representam 72% da massa total de pigmentos adsorvidos. 0 processo revela?se eficiente para redução de impacto ambiental, significando que de uma tonelada de resíduo é possível se remover aproximadamente 340kg dos pigmentos retidos por adsorção. A descrição do processo de dessorção/extração com solvente em Sohxlet foi caracterizada como heterogênea em leito fixo, utilizando?se a fase sólida em sistema descontínuo e a fase líquida em contínuo. Equações de modelo foram aplicadas nas duas fases(líquida e sólida) quantificando as evoluções cinéticas no resíduo e no solvente extrator
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6850
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8021_1.pdf861.94 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.