Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6822
Title: Avaliação dos peixamentos realizados em açudes das bacias hidrográficas dos rios Brígida, Terra Nova, Pajeú e Moxotó (Pernambuco-Brasil)
Authors: Sales, Leonardo Teixeira de
Keywords: Potencial pesqueiro;Bacia hidrográfica;Pesca continental
Issue Date: 2001
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Teixeira de Sales, Leonardo; Zanon de Oliveira Passavanté, José. Avaliação dos peixamentos realizados em açudes das bacias hidrográficas dos rios Brígida, Terra Nova, Pajeú e Moxotó (Pernambuco-Brasil). 2001. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Políticas Ambientais, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2001.
Abstract: Este trabalho avalia os resultados dos peixamentos realizados em açudes do sertão pernambucano, descrevendo aspectos da pesca, estimando a produtividade dos açudes, delineando e sugerindo mudanças ambientais e sócio-econômicas promovidas a partir da introdução artificial de alevinos. A área de estudo abrange as bacias hidrográficas dos rios Brígida, Terra Nova, Pajeú e Moxotó, todos temporários e afluentes do rio São Francisco. Os açudes, onde foram realizados os peixamentos, estão localizados numa região que apresenta pluviosidade média quase sempre inferior a 600mm/ano, possui pobre cobertura vegetal e pequena espessura da camada sedimentar, as águas pluviométricas escoam rapidamente, contribuindo para que se acentue a semi-aridez do clima. Durante o período estudado foram distribuídos 5.621.581 alevinos de Carpa Cyprinus sp, Curimatã Prochilodus sp, Piau Leporinus sp, Tambaqui Colossoma macropomum e Tilápia Oreochromis sp, em 1.130 açudes, localizados em 45 municípios e quatro bacias hidrográficas. Do ponto de vista social, os peixamentos contribuíram e estimularam a participação na atividade pesqueira de aproximadamente 11.000 pescadores e pescadores/agricultores (10 p/açude), que acrescidos de seus familiares (3 p/pescador), participantes das fainas de pesca, conserto de redes, confecção de apetrechos de pesca, construção de canoas, beneficiamento, transporte e comercialização do pescado, representam direta e indiretamente um total de 44.000 beneficiários. As pescarias realizadas no período apontam para uma produção total estimada de 2.361.064kg de pescado, que representa ao preço médio por quilograma de R$ 1,20 (um real e vinte centavos) um incremento na economia interiorana no valor de R$ 2.833.277,00 (Dois milhões, oitocentos e trinta e três mil, duzentos e setenta e sete reais). Estima-se também, que o produto destas pescarias, transformado em complemento alimentar (0,35kg de pescado/refeição), ofertou 6.745.897 refeições ricas em proteínas de origem animal. Com relação aos quantitativos de alevinos distribuídos, estes são considerados irrisórios se comparados às necessidades reais, servindo mais para o atendimento dassolicitações de natureza política e difusão da atividade de pesca em águas continentais do que propriamente para um trabalho de produção, gerenciamento pesqueiro, controle biológico e/ou aproveitamento das águas armazenadas nos reservatórios. Atualmente os açudes, das bacias estudadas, ainda não são efetivamente administrados ou controlados, podendo conseqüentemente, caso isto não aconteça com a brevidade necessária, vir a contribuir para o desequilíbrio ambiental, degradação da qualidade da água e da diversidade biológica, descontrole e estado de má conservação dos reservatórios, resultando em problemas de déficit ou de saturação da capacidade produtiva dos açudes, e finalmente afetar o meio ambiente, pelo excesso ou pela diminuição de organismos vivos no meio líquido
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6822
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Gestão e Políticas Ambientais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo8347_1.pdf1.05 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.