Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6764
Título: Estudo das águas subterrâneas na área do Complexo Médico-Empresarial da Ilha do Leite e regiões adjacentes no município de Recife-PE
Autor(es): Pereira de Farias, Veronilton
Palavras-chave: Águas subterrâneas;Clima;Pernambuco
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pereira de Farias, Veronilton; Joaquim da Silva Pereira Cabral, Jaime. Estudo das águas subterrâneas na área do Complexo Médico-Empresarial da Ilha do Leite e regiões adjacentes no município de Recife-PE. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Políticas Ambientais, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: A presente dissertação de mestrado analisa as características e as condições de explotação das águas subterrâneas no bairro da Ilha do Leite e adjacências A área estudada está situada na região central da Cidade do Recife, perfazendo uma área de 22,5 km2 e limitada pelas coordenadas UTM 9107000 e 9112000 Norte e 289000 e 293500 Leste, sendo constituída por uma região plana, com cotas variando de 1,0m a 10,0m, entrecortada pelo rio Capibaribe e pequenos afluentes canalizados. O clima predominante, segundo a classificação de Köppen é do tipo Ams , com abundante precipitação e está situada na zona fisiográfica do litoral-mata atlântica. No que diz respeito à geologia, a área faz parte da bacia sedimentar Pernambuco-Paraíba de idade cretácica a qual é constituída de sedimentos marinhos e continentais, situando-se no seu extremo sul, próximo ao traçado inferido do Lineamento Pernambuco. Em superfície, encontra-se totalmente recoberta pelos sedimentos recentes, de origem e material diversificados. Do ponto de vista hidrogeológico, o principal manancial é o aqüífero Beberibe que atualmente encontra-se submetido a um intenso processo de explotação, caracterizado pelo rebaixamento da superfície potenciométrica e, por outro lado, apresenta diversos focos em regime de salinização, diagnosticado pelas análises físico-químicas disponíveis para alguns poços. O trecho centro-sul da área estudada, ao longo do rio Capibaribe, caracterizase pela ocupação do cluster de serviços médicos de Pernambuco que se constitui numa atividade com potencial de contaminação para o solo e para as águas subterrâneas. Neste sentido, foram abordados aspectos relativos à vulnerabilidade natural do aqüífero Beberibe e discutido o cenário atual da gestão ambiental direcionada para aquela atividade. Foi analisado o processo de gestão das águas subterrâneas no Estado de Pernambuco, enfatizando-se a forma de interação entre os instrumentos de Gestão dos Recursos Hídricos e de Gestão Ambiental, respectivamente, no âmbito da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente - SECTMA e da Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos CPRH
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6764
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão e Políticas Ambientais

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8310_1.pdf7,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.