Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6752
Title: De Fazenda Nova a Nova Jerusalém : um olhar geográfico (re)fazendo a paisagem
Authors: Silva Barros ANdrade, Elenilda
Keywords: Paisagem; Cultura; Abordagem humanista; Turismo (políticas e práticas)
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Silva Barros ANdrade, Elenilda; Tôrres Aguiar Gomes, Edvânia. De Fazenda Nova a Nova Jerusalém : um olhar geográfico (re)fazendo a paisagem. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: A paisagem corresponde à unidade visível do arranjo espacial. É composta por formas naturais ou antrópicas e, ainda, elementos imateriais inerentes às distintas culturas. Pode ser captada de maneira formal ou informal e representada repleta de significados e eivada de sentidos. Transformada em conceito geográfico, adquire distintas acepções, conforme a corrente teórica priorizada. Constituí-se como de fundamental interesse, tanto para a atividade, quanto para a análise espacial da prática social do turismo. A relação paisagem- -turismo perpassa a idéia de paisagem como imagem e permeia questões geográficas, culturais, psicológicas e mercadológicas, próprias de cada época. Vincula-se, diretamente, ao setor público por meio de políticas públicas afins que organizam e implementam o setor de turismo e, ao setor privado, por meio de parcerias (público-privadas), que de forma espontânea, fazem a atividade acontecer. Com base nesses pressupostos, situam-se os questionamentos que impulsionaram essa pesquisa: Que fatores causaram o processo de declínio da atividade turística no lugar de Fazenda Nova? Se, em contrapartida, nesse mesmo local, a atividade se consolidou em torno dos atrativos de Nova Jerusalém? Partindo dessas indagações, pesquisou-se o sítio físico-natural e os registros histórico-culturais da área e traçando-se um paralelo com os dias atuais. Nesse caminhar, procurou-se compor e decompor e recompor a paisagem por meio de poemas, músicas, gravuras, fotografias e de depoimentos de habitantes locais, os quais, contribuíram com a releitura da paisagem, através das experiências do mundo vivido . Longe de apresentar conclusões, esse estudo é um convite ao deslocamento do olhar que vê a paisagem como cena , para percebê-la e refleti-la como palimpsesto, onde se materializam as complexas relações sociedade-natureza
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6752
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6855_1.pdf3.09 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.