Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/670
Title: Diversidade e potencial biotecnólogico de fungos filamentosos isolados do manguezal Barra das Jangadas, Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco
Authors: GOMES, Daniela Neto Ferreira
Keywords: Fenoloxidases; Xilanase; Celulase
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Neto Ferreira Gomes, Daniela; Auxiliadora de Queiroz Cavalcanti, Maria. Diversidade e potencial biotecnólogico de fungos filamentosos isolados do manguezal Barra das Jangadas, Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Fungos filamentosos de sedimento do manguezal Barra das Jangadas, foram isolados e identificados com objetivo de proceder a caracterização enzimática. Foram coletadas amostras de sedimento do manguezal Barra das Jangadas nos meses de março e abril/2004 e outubro/2005 (período de estiagem); junho e julho/2004 e julho/2005 (período chuvoso). As coletas foram realizadas em quatro pontos em manguezais do estuário formado pelos rios Jaboatão e Pirapama, perfazendo um total de 24 amostras. Foram isoladas e identificadas 50 espécies de fungos filamentosos em 273 UFC x 104. Penicillium e Aspergillus foram os gêneros melhor representados, com 21 e 11 espécies, respectivamente, seguidos de Trichoderma (5), Fusarium, Phoma e Talaromyces (2). Os demais gêneros foram representados por uma só espécie: Cladosporium, Eupenicillium, Gongronella, Microsphaeropsis, Mucor, Stilbella e Thielavia. Das 50 espécies testadas para seleção qualitativa enzimática, 21 apresentaram atividade positiva para fenoloxidase e 11 para celulase; entretanto, nenhuma foi positiva para xilanase. Em relação a análise enzimática quantitativa, apresentaram melhor atividade para celulase Microsphaeropsis olivacea (0,4546 U/mg) e Stilbella clavispora (0,3584 U/mg); para xilanase Phoma capitulum (271 U/mg) e Trichoderma aureoviride (268 U/mg). Para as fenoloxidases, Aspergillus sclerotiorum (739,7569 nanokatals/mg), Penicillium commune (8,785982 U/mg) e Penicillium oxalicum (28,6021 U/mg/min) foram os maiores produtores de lacase, manganês peroxidase e lignina peroxidase, respectivamente. Os fungos selecionados demonstraram potencial para serem introduzidos em processos de biorremediação, com perspectivas de resultados promissores para tratamentos de resíduos e efluentes fenólicos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/670
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4609_1.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.