Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6670
Title: Estudo Geoambiental e evolução paleográfica da lagoa olho d água (Jaboatão dos Guararapes)
Authors: Pedrosa Leal, Jandira
Keywords: Quaternári; Geoquímica Ambiental; Sedimentologia; Limnologia
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Pedrosa Leal, Jandira; do Amaral Vaz Manso, Valdir. Estudo Geoambiental e evolução paleográfica da lagoa olho d água (Jaboatão dos Guararapes). 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: A Área de estudo situa-se na Planície Costeira Quaternária do Município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. Nela está inserida a Lagoa Olho D água, objeto dos estudos propostos nesta dissertação. A investigação abrange três perspectivas: a primeira refere-se à análise de parâmetros físicos, químicos e biológicos da lagoa, conforme metodologia proposta pela UNESCO (1981), visando sua classificação; a segunda envolve uma análise da evolução paleoambiental, através da análise sedimentar e geoquímica (relação C:N em matéria orgânica) de um testemunho de sondagem com 4,84 metros; a terceira, a relação da ocupação da área de entorno e a condição ambiental (processo de eutrofização) da lagoa, nos últimos 50 anos. Conforme a análise dos parâmetros obtidos conclui-se que a lagoa é do tipo perene, restrita, eutrófica, polimítica, de origem mista e de águas escuras. As relações C:N (em matéria orgânica) evidenciaram mudanças qualitativas nas fontes orgânicas durante a evolução ambiental. Suas condições pretéritas (7.250 AP) revelam um caráter francamente dulcícola e continental; no estágio intermediário ocorrem acentuadas oscilações ambientais (estimativa de 6.500 a 2.000 AP); e, finalmente, condições relativamente estáveis com mistura de águas salinas predominam no intervalo superior, estimado entre 2.000 ao presente. Não foram observados há indícios geoquímicos que permitam afirmar que a ocupação humana tenha causado transtornos ambientais notórios neste ambiente sedimentar até aproximadamente 200 A.P. Entretanto, A análise dos dados de 210Pb, demonstram que a lagoa encontra-se em processo de eutrofização acelerada, desde os últimos 56 anos, com sua intensificação a partir da década de 80. Este fato resulta da influência antrópica evidenciada pelo mapeamento da evolução da ocupação urbana no entorno da lagoa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6670
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6916_1.pdf5.69 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.