Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6617
Título: A comunidade de Castainho : uma contribuição aos estudos geográficos de remanescentes de quilombos em Garanhuns, Pernambuco
Autor(es): SANTOS, Maria Pricila Miranda dos
Palavras-chave: Comunidade quilombola;Território;Castainho;Garanhuns
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pricila Miranda dos Santos, Maria; Augusto Amorim Maciel, Caio. A comunidade de Castainho : uma contribuição aos estudos geográficos de remanescentes de quilombos em Garanhuns, Pernambuco. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: Este trabalho analisou a Comunidade Quilombola de Castainho, Garanhuns PE levando em consideração que um dos critérios para definição de uma população tradicional é o reconhecer-se como pertencente àquele grupo social. É importante ressaltar que a comunidade vem se mantendo com práticas rurais tradicionais e que em seu território estão presentes pilares de forte conteúdo simbólico contribuindo assim para que haja de fato a resistência identitária quilombola, reforçando as heranças africanas. Para tanto evidencia-se a importância das práticas na relação homem-meio apontando a singularidade da comunidade quilombola em relação ao seu entorno nos aspectos econômicos e culturais, sendo assim espera-se contribuir com o estudo das comunidades remanescentes de quilombos numa perspectiva geográfica. A Comunidade de Castainho exerce atividade econômica voltada para o beneficiamento da mandioca, o que implica numa relação de mercado não só com as outras comunidades quilombolas, mas com a cidade de Garanhuns e os municípios vizinhos. Para a realização da pesquisa tomou-se como metodologia um levantamento documental tomando como base dados de Órgãos Federais e das Agências de mediação, levantamento bibliográfico, além da realização de questionários com os moradores, o líder da Comunidade e moradores da cidade de Garanhuns. Trazer o debate acerca das questões territoriais em relação ao quilombo para a atualidade é algo essencial, uma vez que por ser um território muito concentrado levanta questionamentos administrativos em várias escalas. Por fim, o trabalho pretende ser uma contribuição para revelar a importância da comunidade na organização de Garanhuns valorizando a participação dos afrodescendentes e que mesmo assim ainda enfrenta o preconceito, a negligência do poder público local e o desconhecimento da população. A partir disto, busca-se combater as formas estereotipadas de como a comunidade é vista, procurando assim dar maior visibilidade às questões quilombolas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6617
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Geografia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo677_1.pdf5,54 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.