Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6554
Título: Diagnóstico ambiental do meio físico da bacia hidrográfica do rio Jaboatão - PE
Autor(es): GOMES, Suzana Coutinho
Palavras-chave: Diagnóstico ambiental;Bacia hidrográfica;Rio Jaboatão;Sistemas de Geoinformação
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Coutinho Gomes, Suzana; Santos de Lima, Edmilson. Diagnóstico ambiental do meio físico da bacia hidrográfica do rio Jaboatão - PE. 2005. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
Resumo: A bacia hidrográfica do rio Jaboatão está localizada na porção sul do estado de Pernambuco e abrange parte dos municípios de Vitória de Santo Antão, Moreno, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Recife e São Lourenço da Mata. Ao longo de sua área de drenagem o rio Jaboatão e seus afluentes atravessam núcleos habitacionais intensamente ocupados, onde são desenvolvidas diversas atividades econômicas. A inadequada ocupação do solo e a deficiência em infra-estrutura vêm ocasionando na área diversos problemas ambientais, podendo-se destacar: poluição da água e do ar, processos erosivos, disposição inadequada do lixo, dentre outros. A elaboração da dissertação teve por objetivo principal realizar um diagnóstico ambiental do espaço físico que compreende a área bacia do rio Jaboatão e a partir deste diagnóstico realizar, através dos Sistemas de Geoinformação (SIG), uma integração de dados espaciais de diversos formatos e fontes, possibilitando assim a geração de informações derivadas e sua visualização cartográfica. O procedimento metodológico da pesquisa constou, de forma geral, de cinco etapas: levantamento do material bibliográfico e cartográfico disponível, trabalhos de campo, elaboração de mapas, integração dos dados através dos Sistemas de Geoinformação, interpretações finais e redação da dissertação. Para isso, foram utilizados equipamentos como GPS (Global Positioning System), mesa digitalizadora, plotters, scaners, programas computacionais e Câmera digital. Como resultado verifica-se que as condições ambientais da bacia hidrográfica do rio Jaboatão encontram-se seriamente comprometidas, refletindo no Índice de Qualidade da Água (IQA), que varia de Aceitável (41) a Péssimo (9) ao longo seu curso. Para reverter esta situação se faz necessário a adoção de medidas e ações eficazes para sua recuperação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6554
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Geociências

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6827_1.pdf2,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.