Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6548
Title: Comunidade remanescente de quilombo do Engenho Siqueira : conhecimento tradicional e potencialidade da agroecologia na zona da mata pernambucana
Authors: ARAÚJO, Marli Gondim de
Keywords: Territorialidade; Agroecologia; Quilombolas; Conhecimento tradicional
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Gondim de Araújo, Marli; Augusto Amorim Maciel, Caio. Comunidade remanescente de quilombo do Engenho Siqueira : conhecimento tradicional e potencialidade da agroecologia na zona da mata pernambucana. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: comunidade negra rural camponesa do Engenho Siqueira, em Rio Formoso, Pernambuco, reconhecida como Remanescente de Quilombo, pratica modos de produção agrícola e pesqueira que podem ter sido herdados de seus antepassados. Este trabalho busca explicitar as compatibilidades culturais, técnicas e econômicas entre os atuais modos de produção, e o que tem sido desenvolvido em termos da agroecologia. A agricultura tradicional, aqui focada nas práticas da população negra rural remanescente de quilombo, constitui uma das referências das práticas no manejo sustentável dos ecossistemas desta região litorânea. Vários autores vêm demonstrando a importância do conhecimento tradicional e do estudo dos modos de produção das populações tradicionais para a compreensão das atuais formas de produção e comercialização da produção camponesa, um modelo de produção ecológico e sustentável em contraponto ao modelo agroindustrial, monocultor e agroexportador. As categorias de análise utilizadas como suporte teórico para este estudo exploratório foram etnoecologia, brecha camponesa e sistema de morada, que vistas em conjunto contribuem para a compreensão da reprodução cultural e social dessa população. Recorreu-se a um Estudo de Caso, metodologia compatível com o objetivo de estudar uma comunidade rural específica, com a realização de catorze entrevistas semiestruturadas aplicadas a moradores mais antigos do engenho e agricultores/as. Os resultados indicam que esta população parece não ter mantido recentemente vinculação subalterna com o sistema monocultor da cana de açúcar, quer no assalariamento nas usinas próximas, quer no cultivo de cana dentro da comunidade. Por outro lado, as práticas agrícolas e pesqueiras ali desenvolvidas apresentam grande potencialidade agroecológica, como se tentou atestar ao longo da pesquisa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6548
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo5626_1.pdf17.69 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.