Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6457
Title: O sentido e o papel da intuição na fundamentação Kantiana da matemática : uma avaliação da polêmica Hintikka X Parsons a partir da crítica da razão pura
Authors: Henrique Breda Dias, João
Keywords: Kant; Matemática; Construção; Hintikka; Parsons
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Henrique Breda Dias, João; Raul de Assis Neto, Fernando. O sentido e o papel da intuição na fundamentação Kantiana da matemática : uma avaliação da polêmica Hintikka X Parsons a partir da crítica da razão pura. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O objetivo deste trabalho é o exame do debate entre os comentadores Jaakko Hintikka e Charles Parsons acerca de questões da filosofia da matemática de Kant. Estes comentadores propõem leituras divergentes para dois problemas centrais para a teoria kantiana da matemática: o problema do sentido exato do termo intuição (Anschauung) e a questão do papel que a intuição desempenha no método da matemática. Além de exibir os argumentos empregados no debate entre estes comentadores, pretendemos avaliar seus méritos a partir da Crítica da Razão Pura. Para tanto, iniciaremos nosso trabalho realizando uma leitura pormenorizada do tratamento de Kant para a matemática, elucidando as duas características principais que o filósofo de Königsberg atribui a esta ciência: a sinteticidade a priori de seus juízos e seu método de construção de conceitos. Após este primeiro passo, trataremos das interpretações de Hintikka e de Parsons que geraram seu debate acerca do sentido do termo intuição . O ponto focal deste debate é se a intuição deve ser compreendida como uma representação apenas singular ou singular e imediata. A seguir, exporemos as interpretações divergentes destes comentadores acerca do papel que a intuição desempenha no método da matemática, elucidando tanto a posição formal lógica defendida por Hintikka quanto a tese fenomenológica e heurística de Parsons. A partir da leitura realizada sobre o tema da matemática na Crítica e da exposição dos argumentos de Hintikka e de Parsons, realizamos, por fim, uma avaliação crítica dos principais argumentos destes comentadores
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6457
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo869_1.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.