Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6420
Title: Zoneamento das áreas de várzea de pequenas bacias no Agreste Central, Pernambuco: cobertura vegetal, geomorfologia e aspectos da fertilidade de solos
Authors: Rodrigues de Lira, Daniel
Keywords: Geoprocessamento; Índice de vegetação; Geomorfologia; Uso da terra; Avaliação da fertilidade do solo
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Rodrigues de Lira, Daniel; do Socorro Bezerra de Araújo, Maria. Zoneamento das áreas de várzea de pequenas bacias no Agreste Central, Pernambuco: cobertura vegetal, geomorfologia e aspectos da fertilidade de solos. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: No Estado de Pernambuco, as áreas de várzea das grandes bacias hidrográficas são relativamente estudadas. Entretanto, as pequenas bacias no interior do Estado são pouco caracterizadas e não existem referências ao tamanho dessas áreas ou o tipo de uso. Devido a sua pequena abrangência, isoladamente, elas não são contempladas nos mapeamentos existentes com as escalas utilizadas e permanecem sem informações qualitativas e quantitativas. O objetivo deste trabalho foi fazer um Zoneamento l das pequenas bacias hidrográficas na microrregião Agreste Central, no estado de Pernambuco. Para este objetivo foram obtidos os índices de cobertura vegetal, o mapeamento do uso da terra e o geomorfológico; os limites das pequenas bacias hidrográficas; e alguns indicadores de fertilidade dos solos (Ca, Mg, P, K, Al e pH). Os índices de cobertura vegetal foram obtidos usando o NDVI - Normalized Difference Vegetation Index. O mapeamento geomorfológico foi realizado com base em dados geológicos e de modelagem numérica do terreno. (O delineamento das pequenas bacias hidrográficas foi obtido utilizando softwares de geoprocessamento, considerando a hierarquização da rede de drenagem, separando as bacias em primeira ordem, segunda ordem, etc. O mapeamento do uso da terra foi obtido pelo levantamento dos dados em campo e de dados de amostras coletadas para análise da fertilidade do solo, em duas bacias no município de São Bento do Una, Pernambuco. O índice de vegetação para o Agreste central de Pernambuco indicou 39,7% de vegetação densa, 13,6% de vegetação esparsa, 14,3% de vegetação rala e 10,5% de solo exposto. O mapa geomorfológico indicou duas morfoestruturas distintas, separadas pelo Lineamento Pernambuco isto é, Pedimentos Centrais da Borborema, ao Sul e Maciços Remobilizados da Zona Transversal, ao Norte. A delimitação das pequenas bacias permitiu averiguar que as bacias de 1º ordem dominam quase toda a área do Agreste Central pernambucano, correspondendo a 49% da área. No mapeamento do uso da Terra foi observado que a criação de gado é a principal atividade econômica desenvolvida nas duas bacias analisadas, utilizando principalmente as áreas do baixo curso do riacho. Estas áreas são as mais extensas, mais planas e mais ferteis, devido aos depósitos aluviais, mais finos nessa porção das bacias
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6420
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo473_1.pdf9.26 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.