Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6406
Título: O turismo em Porto de Galinhas PE: políticas de desenvolvimento e o desafio da sustentabilidade.
Autor(es): Lucia Gonçalves de França, Ana
Palavras-chave: Porto de Galinhas;Turismo;Políticas Públicas, Desenvolvimento;Sustentabilidade
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Lucia Gonçalves de França, Ana; Tôrres Aguiar Gomes, Edvânia. O turismo em Porto de Galinhas PE: políticas de desenvolvimento e o desafio da sustentabilidade.. 2012. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Gestão e Políticas Ambientais, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.
Resumo: A presente dissertação busca traçar um panorama das políticas de desenvolvimento que incidem sobre o território turístico de Porto de Galinhas e empreender a análise de algumas dessas políticas a fim de verificar em que medida elas resultam na promoção do desenvolvimento em bases sustentáveis da localidade, verificado através da melhoria da qualidade de vida da população local. Porto de Galinhas foi definida como recorte espacial desta pesquisa por ser uma área de grande concentração de atividades de lazer e de turismo que caracteriza bem o processo de crescimento urbano regional desencadeado pelo turismo. Como também se considerou o fato de a localidade, submetida a grandes impactos decorrentes da ação antrópica já apresentar evidências de deterioração ambiental, social e cultural, fatores que poderão vir a comprometer a sua sustentabilidade. Como meio de atingir o objetivo proposto utilizou-se técnicas de pesquisa qualitativa por possibilitarem maior compreensão das questões dialéticas e conflitantes oriundas da co-existência de políticas de desenvolvimento em Porto de Galinhas e os impactos ambientais decorrentes da rede de relações associadas ao turismo. Este estudo constatou que a praia de Porto de Galinhas vem sofrendo pressões dos poderes público e privado para se desenvolver turisticamente, e que os diversos interesses políticos e econômicos predominam em detrimento do interesse dos demais atores sociais afetados. O desenvolvimento turístico ostentado não tem se traduzido em desenvolvimento local sustentável preconizado nas diversas políticas implementadas. Quando muito se converteu em um questionável desenvolvimento econômico, uma vez que o mesmo está pautado em um modelo que por um lado tem promovido a contínua degradação ambiental da localidade, constituindo-se em ameaça concreta a sua sustentabilidade, e por outro lado tem se mostrado incapaz de reverter para a população local parte dos benefícios advindos do turismo, através da promoção da melhoria da qualidade de vida da sociedade como um todo. Estas reflexões procuram contribuir na tarefa de aprofundar a discussão sobre o alcance das políticas de desenvolvimento à luz do paradigma da sustentabilidade
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6406
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Gestão e Políticas Ambientais

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo8163_1.pdf3,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.