Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6402
Title: Aspectos da Evolução da Linha de Costa e da Paisagem Litorânea do Município de Olinda entre 1915 e 2004: Evidências do Tecnógeno em Pernambuco
Authors: José de Araújo Pedrosa, Fábio
Keywords: Litoral de Olinda; Variação da linha de costa; Tecnógeno
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: José de Araújo Pedrosa, Fábio; Ferreira de Lima Filho, Mário. Aspectos da Evolução da Linha de Costa e da Paisagem Litorânea do Município de Olinda entre 1915 e 2004: Evidências do Tecnógeno em Pernambuco. 2007. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Essa tese tem como principal objetivo tentar compreender e relacionar as causas impulsionadoras do processo erosivo instalado no litoral do município de Olinda, sobretudo a partir de meados do século passado. Dessa forma, foi realizada uma pesquisa de documentos e mapas históricos, relatórios oficiais, trabalhos acadêmicos, artigos de jornais, além de entrevistas com historiadores e técnicos da Prefeitura de Olinda. O desenvolvimento do trabalho revelou que as ressacas marinhas são registradas desde o início do processo de colonização, bem como os aterros de mangues, sendo esses últimos mais significativos ao longo do século XX com as obras de ampliação do Porto do Recife que contribuíram para provocar sensíveis mudanças nas complexas condições hidrodinâmicas locais, sobretudo ao largo do istmo de Olinda. Por outro lado, aterros realizados principalmente para abrigar instalações navais, parecem ter sido o derradeiro fator que levou à ruptura do frágil equilíbrio morfodinâmico local. Análises comparativas de mapas e ortofotocartas da área, revelaram que, entre 1915 e 2004, ocorreu um recuo da linha de costa de pouco mais de 100 metros, sobretudo no trecho situado entre o istmo e a praia do Carmo. Essas análises também mostraram uma redução de cerca de 90% da área de mangues situada nas proximidades da foz do rio Beberibe, ao longo do mesmo período. Desde então, observa-se que o litoral de Olinda encontra-se quase que totalmente protegido por obras de diferentes tipos e dimensões, com efeitos na modelagem da paisagem litorânea fortemente marcada pela ação antrópica. Assim, fica evidenciada a presença do Tecnógeno no estado de Pernambuco, sugerindo que o ano de 1537 constitua o marco cronológico referencial para o início do tecnógeno local
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6402
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6800_1.pdf6.75 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.