Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6368
Title: Utilização de abordagens moleculares in vivo no estudo de homólogos do fator de iniciação da tradução 4G (elF4G) de tripanosomatídeos
Authors: Maria Nascimento Moura, Danielle
Keywords: eIF4G; Tripanosomatídeos
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Nascimento Moura, Danielle; Pompílio de Melo Neto, Osvaldo. Utilização de abordagens moleculares in vivo no estudo de homólogos do fator de iniciação da tradução 4G (elF4G) de tripanosomatídeos. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Os tripanosomatídeos são protozoários causadores de infecções humanas e animais, dentre elas a Doença de Chagas (T. cruzi), Doença do Sono (T. brucei) e as várias formas de Leishmaniose (Leishmania sp.). Estes parasitas possuem algumas características moleculares bem distintas quando comparados aos outros eucariotos, como a ausência de controle de expressão gênica durante a etapa da transcrição dos mRNAS. Portanto, os eventos pós-transcricionais, incluindo a tradução, são pontos fundamentais de regulação da expressão gênica nesses organismos. Baseado nesses fatos, partiu-se para a identificação de homólogos a fatores que atuam durante o processo de iniciação da tradução em tripanosomatídeos, focando os estudos no complexo eIF4F. Esse complexo (formado pelas subunidades eIF4A, eIF4E e eIF4G) atua na etapa de reconhecimento do mRNA e sua associação ao ribossomo. Em relação aos homólogos do eIF4G, foram identificadas cinco seqüências em L. major e T. brucei, que atualmente estão em diferentes fases de caracterização. Visando a obtenção de maiores informações que complementem os resultados in vitro obtidos em trabalhos paralelos, foram realizados ensaios de análise in vivo, que incluíram as técnicas de interferência de RNA e de localização celular de proteínas de fusão fluorescentes, as quais foram aplicadas a três dos cinco homólogos de T. brucei (TbEIF4G3-5). Com isso, foi identificada a presença das proteínas no citoplasma da célula de T. brucei e também que os três homólogos em estudo são essenciais à sua viabilidade celular, mas que apresentam perfis diferenciados quando submetidos ao RNAi. Apesar de importantes, esses resultados mostram ainda a necessidade de ensaios complementares que continuem a caracterização dessas proteínas e elucidem seu papel na iniciação da tradução dos tripanosomatídeos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6368
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6198_1.pdf3.41 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.