Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6358
Title: Estudo in silico de genes que codificam fatores de transcrição responsivos à seca, salinidade e congelamento nos genomas do eucalipto, cana e arroz
Authors: da Mota Soares Cavalcanti, Nina
Keywords: Fatores de transcrição; Estresses abióticos; Eucalyptus; Saccharum officinarum; Oryza sativa; Bioinformática
Issue Date: 2007
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Mota Soares Cavalcanti, Nina; Maria Benko Iseppon, Ana. Estudo in silico de genes que codificam fatores de transcrição responsivos à seca, salinidade e congelamento nos genomas do eucalipto, cana e arroz. 2007. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.
Abstract: Estresses abióticos são os principais responsáveis por provocar alterações no crescimento e desenvolvimento vegetal. As plantas, em contrapartida, lançam mão de uma variedade de respostas a fim de manter seus processos metabólicos e fisiológicos. Uma das principais respostas das plantas às alterações das condições ambientais é a regulação adicional da expressão. Além desta, são de grande importância a síntese de osmoprotetores, transportadores iônicos, chaperonas, proteínas de choque térmico, aquaporinas, proteínas LEA, entre outras. Este trabalho buscou identificar genes que codificam fatores de transcrição (DREB, ERF, MYB, bHLH, bZIP, HSF, WRKY, NAC, ZincFinger e Homeodomínio) em eucalipto, cana-de-açúcar e arroz através de ferramentas in silico. Os resultados obtidos revelaram a presença de fatores de transcrição em todos os genomas estudados, revelando a importância dos mesmos nas respostas aos estresses abióticos. De uma forma geral, as proteínas pertencentes à uma mesma família mostraram características (ponto isoelétrico e massa molecular) bastante similares, indicando o alto grau de conservação das mesmas. Os dendrogramas gerados refletiram uma relação muito mais adaptativa do que filogenética entre os organismos. Além disso, também a estrutura gênica parece ser conservada em eucalipto e cana, como observado nas análises comparativas entre as ORFs destas culturas e as de seqüências genômicas de Arabidopsis e Oryza sativa. O padrão de expressão encontrado reflete o envolvimento destes fatores tanto no estresse biótico, quanto no estresse abiótico, com grande número de transcritos em tecidos infectados por bactérias, caule, raiz e região de transição raiz-caule. Em suma, os resultados apontam para a conservação dos principais mecanismos de controle da transcrição envolvidos na resistência/tolerância aos estresses, como a seca, salinidade e congelamento, em eucalipto, cana e arroz. No entanto, estudos adicionais, in vivo e in vitro, darão maiores subsídios para o melhor esclarecimento da funcionalidade destas proteínas e das vias em que participam estes genes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6358
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo6196_1.pdf2.9 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.