Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6214
Title: Avaliação da qualidade dos sedimentos e prognóstico geoquímico ambiental, da zona estuarina do rio Botafogo, Pernambuco
Authors: de Albuquerque Medeiros Lima, Enjôlras
Keywords: Avaliação da qualidade dos sedimentos;Contaminação de mercúrio em sedimentos;Estuário do rio Botafogo (Brasil)
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Albuquerque Medeiros Lima, Enjôlras; de Albuquerque Menor, Eldemar. Avaliação da qualidade dos sedimentos e prognóstico geoquímico ambiental, da zona estuarina do rio Botafogo, Pernambuco. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A contaminação em metais pesados (MP) no estuário do rio Botafogo, Estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil, é avaliada a partir de sedimentos de fundo e testemunhos de sondagens. Determinações geocronológicas 210Pb permitiram estudar a evolução do nível de contaminação sobre um intervalo de aproximadamente 150 anos. Mercúrio e arsênio são enfatizados em razão de indústria de soda-cloro e cultivos extensivos de cana-de-açúcar, existentes nesta bacia hidrográfica. Análises químicas (51 elementos), determinações C-N-HS e isotópicas (13C e δ 15N) sobre matéria orgânica, e análises estatísticas (matrizes de correlação, ACP), permitiram caracterizar a distribuição espacial e temporal de alguns MP desses sedimentos. O background de Hg (126 ppb) em sedimentos totais pelíticos (STP) foi determinado a partir de intervalos sedimentares anteriores a 1910. A produção de soda-cloro (desde 1963) coincide com um drástico aumento das concentrações de mercúrio até valores contemporâneos em torno de 6.000 ppb, sem indicações que permitam inferir interrupção no processo contaminante. A fixação de Hg está fortemente relacionada aos argilominerais (caulinita), cujas concentrações diminuem gradualmente para jusante do foco industrial contaminante. A dessorção foi observada em compartimento restrito do estuário, sob condições mais alcalinas, em presença de íons Cl-. Outros MP mostram-se levemente enriquecidos nos sedimentos, porém sem previsão de maiores efeitos tóxicos. Uma análise crítica dos fundamentos e critérios para avaliação do status de contaminação em sedimentos de ambientes aquáticos é feita com base no estudo do estuário investigado. Novos critérios de avaliação são propostos, utilizando-se STP e redefinições para estabelecimento de padrões background de MP
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6214
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3912_1.pdf7.79 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.