Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6210
Título: Análise Cromossômica Comparativa de duas Espécies do Gênero coprophanaes (Coleoptera: Scarabaeidae)
Autor(es): Gomes de Oliveira, Sárah
Palavras-chave: Cariótipo;Coprophanaeus;Heterocromatina;FISH;RON
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Gomes de Oliveira, Sárah; José de Souza Lopes, Maria. Análise Cromossômica Comparativa de duas Espécies do Gênero coprophanaes (Coleoptera: Scarabaeidae). 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Os cromossomos de Coprophanaeus (Megaphanaeus) ensifer e C. (Coprophanaeus) cyanescens foram estudados através da coloração convencional, bandeamento C, impregnação com nitrato de prata (AgNO3), fluorocromos base específicos e FISH. As espécies apresentaram cariótipo simétrico, número diplóide de 2n=20 e morfologia metasubmetacêntrica. As espécies C. (M.) ensifer e C. (C.) cyanescens mostraram mecanismos sexuais do tipo XY e XYp, respectivamente. A análise da distribuição da heterocromatina constitutiva (HC) nas duas espécies revelou cromossomos difásicos correspondendo aos braços longos dos bivalentes autossômicos. Em adição, C. (M.) ensifer mostrou blocos pericentroméricos em três bivalentes autossômicos e no X, bloco telomérico no par 9 e o Y quase totalmente heterocromático. C. (C.) cyanescens apresentou cromossomo X quase completamente heterocromático e o Y com pequeno bloco pericentromérico. A coloração CMA3/DA/DAPI evidenciou blocos heterocromáticos CMA3 + positivos no bivalente sexual de C. (C.) cyanescens, enquanto em C. (M.) ensifer foram visualizados blocos pericentroméricos CMA3 + em todos os autossomos e no X, e intersticiais em três bivalentes autossômicos. A coloração DAPI foi uniforme nas duas espécies. A impregnação com AgNO3 foi ineficiente para detecção de cromossomos portadores de RONs, entretanto, mostrou afinidade pela HC. A FISH evidenciou sítios de DNAr na região telomérica de três bivalentes autossômicos de C. (C.) cyanescens, e em sete bivalentes e no X de C. (M.) ensifer. As diferenças e similaridades cariotípicas encontradas nas duas espécies são discutidas e comparadas com dados descritos para outras espécies de Coleoptera
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6210
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Genética

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3674_1.pdf8,66 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.