Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6205
Title: Estudos sedimentológicos, morfodinâmicos e mapeamento geomorfológico do complexo recifal do Atol das Rocas, Atlântico Sul
Authors: Silva Pereira, Natan
Keywords: Geomorfologia; Complexo recifal; Sedimentologia
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Silva Pereira, Natan; do Amaral Vaz Manso, Valdir. Estudos sedimentológicos, morfodinâmicos e mapeamento geomorfológico do complexo recifal do Atol das Rocas, Atlântico Sul. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Localizado a 266 km da cidade de Natal-RN, o complexo recifal de Rocas representa o único atol do Atlântico Sul. Duas expedições científicas ao Atol das Rocas foram realizadas com intuito de elaborar um mapa geomorfológico, um breve estudo morfodinâmico da Ilha do Farol e uma caracterização do corpo sedimentar do complexo recifal de Rocas. Com dimensões de 3,35 x 2,49 km, perímetro estimado de 11 km e área interna de aproximadamente 6,56 km², Rocas é considerado como um dos menores atóis do mundo. No seu complexo recifal podem ser constatadas as seguintes feições: FRENTE RECIFAL; CRISTA ALGÁLICA; PLATÔ RECIFAL; DEPÓSITO SEDIMENTAR; PISCINAS NATURAIS; LAGUNA E ILHAS ARENOSAS. Através de mapeamentos pretéritos realizados em Rocas, percebeu-se que a Ilha do Farol cresceu aproximadamente 47.000 m² nos últimos 50 anos. A mesma pode ser dividida em três setores: o setor Oeste representou a porção de maior energia; o setor Norte foi caracterizado por sofrer grande influência da corrente litorânea (0,3 m/s); e o setor Leste foi caracterizado por sua baixa declividade e frações de areia média, evidenciando baixa energia. No ambiente sedimentar predominou a textura areia com algumas porções de cascalho, cascalho arenoso e areia cascalhosa, diâmetro médio variou de -1,23 até 2,34ø, com média geral de 0,69ø (areia grossa), que em uma perspectiva geológica representa um ambiente de alta energia, entretanto os valores de diâmetro médio variaram nos diferentes compartimentos geomorfológicos. O desvio padrão variou de muito bem selecionada a pobremente selecionada, com média aritmética 0,97ø (moderadamente selecionado). O parâmetro assimetria variou de muito negativa a muito positiva, onde valores positivos foram associados a ambientes de deposição. O parâmetro curtose mostrou pouca relevância no presente estudo. As partículas sedimentares analisadas são formadas exclusivamente por bioclásticos. No total, onze grandes táxon foram descritos, sendo as algas coralíneas a mais notável
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6205
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geociências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2590_1.pdf7.37 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.