Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6139
Title: Avaliação funcional de membros da família protéica eIF4E de Trypanossoma brucei
Authors: Ribeiro Freire, Eden
Keywords: Tripanossomatídeos; eIF4E; Iniciação da tradução
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Ribeiro Freire, Eden; Pompílio de Melo Neto, Osvaldo. Avaliação funcional de membros da família protéica eIF4E de Trypanossoma brucei. 2010. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A regulação da expressão gênica nos tripanosomatídeos é realizada principalmente por mecanismos pos-transcricionais tais como o controle da estabilidade dos mRNAs e da sua tradução. Em eucariotos a tradução é controlada principalmente no recrutamento dos ribossomos para os mRNAs, mediada pelos fatores eucarióticos de iniciação da tradução (eIFs). Neste contexto, o reconhecimento dos mRNAs é realizado principalmente pelo complexo eIF4F, composto pelas subunidades eIF4E, eIF4A, e eIF4G. Um dos principais fatores envolvidos no controle da tradução é o eIF4E, que além de participar na síntese de proteínas, tem sido implicado em um número de processos envolvidos no metabolismo de mRNAs, como o transporte e controle de sua estabilidade. Este trabalho visou a caracterização dos homólogos ao eIF4E de tripanossomatídeos usando como organismo modelo o Trypanosoma brucei. A avaliação da expressão dos quatro homólogos de T. brucei (aqui chamados TbEIF4E1 a 4) em extratos protéicos mostrou que todas as proteínas são expressas constitutivamente durante o seu ciclo de vida, e que as proteínas TbEIF4E3 e TbEIF4E4 são as mais abundantes. Quando fusionadas a proteínas fluorescentes in vivo os TbEIF4E1 e 2 apresentaram localização nuclear e citoplasmática, enquanto os TbEIF4E3 e 4 mostraram-se estritamente citoplasmáticos. A depleção por RNAi mostrou que o TbEIF4E3 é o único essencial para a viabilidade na forma procíclica. Já na forma saguínea, TbEIF4E1, 3 e 4 foram essenciais. A depleção simultânea de TbEIF4E1/E2 causou a morte em células procíclicas, sem impacto na tradução, por outro lado o TbEIF4E3 ou duplo nocaute TbEIF4E1/E4 levaram à inibição substancial da tradução anterior a interrupção do crescimento e morte celular. Análises de imunoprecipitados mostraram que somente os TbEIF4E3 e 4 interagem com homólogos de eIF4G, as proteínas TbEIF4G3 e 4. Estes resultados são consistentes com a formação de complexos eIF4F distintos pelas proteínas TbEIF4E3 e 4, e estes complexos podem participar na tradução de maneira independente, o que revela propriedades da família eIF4E novas e intrigantes nestes organismos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6139
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo777_1.pdf6.84 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.