Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6131
Title: Estudo do processo adsortivo de cádmio por Algas Arribadas
Authors: Maria Sá da Silva, Dayse
Keywords: Adsorção; Cádmio; Algas Arribadas
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Maria Sá da Silva, Dayse; Lins da Silva, Valdinete. Estudo do processo adsortivo de cádmio por Algas Arribadas. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A presença de metais no meio ambiente tem levado a conseqüências desastrosas nos ecossistemas naturais acarretando a degradação dos recursos naturais, o que têm sido motivo de grande preocupação nos últimos anos. Dentre esses metais, o cádmio é muito utilizado nas indústrias galvânicas e de baterias e seu descarte em efluentes é qualificado como agressivos ao meio ambiente indicando a necessidade de sua remoção. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar a capacidade de bioretenção de cádmio em soluções aquosas por Algas Arribadas. As Algas Arribadas utilizadas foram coletadas na praia de Jaguaribe, Ilha de Itamaracá Pernambuco, Brasil, lavadas, secas em casa de vegetação a temperatura de (32 ± 2,0°C) por 4 dias, trituradas em moinho de facas e classificadas em peneiras Tyler. Para otimização do processo foi utilizado um planejamento fatorial 23, com ponto central visando avaliar o efeito do pH do tampão (3,0 a 5,0), velocidade de agitação (100 a 300rpm) e massa de alga (0,1 a 0,2g) sobre o processo adsortivo. Os ensaios de bioretenção foram realizados colocando-se a alga em contato com 25 mL de uma solução contendo 50 mg.L-1 de Cd2+ em tampão acetato 0,1 mol.L-1, nas condições do planejamento experimental. Os teores de Cd2+, antes e depois dos ensaios, foram quantificados por Espectrometria de Absorção Atômica em Chama. Os experimentos cinéticos foram realizados nas condições que obteve-se a maior bioretenção nos ensaios do planejamento fatorial, ou seja, massa de alga de 0,1g, velocidade de agitação de 100 rpm e pH 5,0. Foram utilizadas concentrações do metal, variando de 10 a 170 mg.L-1, onde amostras eram retiradas e filtradas em um intervalo de tempo pré-determinados de 0,5 a 180 minutos. O equilíbrio da retenção Cádmio- Algas Arribadas foram realizados em 30 minutos. Para realizar a linearização utilizouse o modelo de Langmuir e o de Freundlich. A quantidade de cádmio adsorvido em mg.g-1 de adsorvente variou de 2,6 a 6,7 com erro experimental puro estimado de 0,39%. Todas as variáveis principais foram significativas em um nível de 95% de confiança. Foi observado um aumento rápido da quantidade de cádmio biosorvido atingindo o equilíbrio em 30 minutos. A partir da equação de Langmuir obteve-se a capacidade máxima de adsorção de 15,5 mg.g-1, constante de adsorção de 0,347 L.mg-1 e o coeficiente de correlação (R2) de 0,9993. Para o modelo de Freundlich obteve-se valor n (intensidade da adsorção) de 1,02 e o coeficiente de correlação (R2) de 0,9974. Verificou-se um ajuste mais adequado do modelo de Langmuir aos dados experimentais do que o modelo de Freundlich o que pode ser confirmado pelo valor de n obtido para o modelo de Freundlich. As algas Arribadas mostraram ter um potencial para remover cádmio de soluções aquosas, podendo ser utilizadas na remoção desse metal em efluentes industriais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6131
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo158_1.pdf5.52 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.