Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6119
Título: Análise da expressão e localização subcelular dos homólogos TbEIF4G1 e TbEIF4G2 do fator de iniciação da tradução eIF4G de Trypanosoma brucei
Autor(es): Pontes de Lima, Rodrigo
Palavras-chave: Tripanossomatídeeos; Sintese protéica; eIF4G
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Pontes de Lima, Rodrigo; Pompílio de Melo Neto, Osvaldo. Análise da expressão e localização subcelular dos homólogos TbEIF4G1 e TbEIF4G2 do fator de iniciação da tradução eIF4G de Trypanosoma brucei. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Os tripanosomatídeos, agentes causadores de enfermidades de impacto mundial, se destacam dos demais eucariotos por apresentarem um conjunto de processos moleculares únicos, inclusive a ausência de controle da sua transcrição. Dessa forma, o controle de sua expressão gênica deve ocorrer após a transcrição. Assim, um ponto importante de controle é a iniciação da tradução, um processo ainda pouco conhecido nos tripanosomatídeos. Em eucariotos, de forma geral, esta começa com a ligação ao mRNA do complexo eIF4F, formado pelos polipeptídeos: eIF4E, eIF4A e eIF4G. A subunidade eIF4G atua como proteína estruturadora do complexo se ligando às demais subunidades e a outros fatores de tradução. Em Trypanosoma brucei foram identificados cinco homólogos do eIF4G, conservados em Leishmania major, denominados de TbEIF4G1-5. Este trabalho buscou contribuir com a caracterização dos homólogos TbEIF4G1 e TbEIF4G2 a partir da amplficação e clonagem dos seus genes, completos e/ou fragmentos contendo seu domínio HEAT central, em vetor de expressão bacteriano. A análise das sequências clonadas apresentou divergências genéticas em relação às descritas na literatura, mas, a princípio, de baixo significado biológico. Em seguida, realizou-se a expressão das respectivas proteínas recombinantes e obtenção de soro policlonal em coelhos. Estes soros foram utilizados em ensaios de western-blot e imunocitoquímica para analisar a expressão das proteínas nativas e sua localização subcelular. Os mesmos genes foram também clonados em vetor plasmidial para superexpressão da proteína recombinante fusionada à EYFP em T. brucei. Observou-se que o TbEIF4G1 é expresso na fase procíclica, mas é raro ou ausente na sanguínea. Já o TbEIF4G2 é expresso raramente ou ausente em ambas as fases. Ambas as proteínas se mostraram exclusivamente citoplasmáticas, o que reforça um papel na tradução que merece ser melhor estudado com as ferramentas, proteínas e anticorpos, produzidos neste estudo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6119
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Genética

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3639_1.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.