Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6072
Title: Identificação e mapeamento de domínios de ligação de homólogos do fator eIF4G de iniciação da tradução de Leishmania major
Authors: Robson de Souza Reis, Christian
Keywords: Tripanossomatídeos;eIF4F;Iniciação da tradução
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Robson de Souza Reis, Christian; Pompílio de Melo Neto, Osvaldo. Identificação e mapeamento de domínios de ligação de homólogos do fator eIF4G de iniciação da tradução de Leishmania major. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Genética, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: Os tripanossomatídeos são caracterizados por processos moleculares atípicos como o controle pós-transcricional da expressão gênica, através da degradação de mRNA e controle da tradução. Na maioria dos eucariotos, a iniciação da tradução começa com a ligação do complexo eIF4F (composto pelas subunidades eIF4A, eIF4E e eIF4G) ao cap monometilado presente na região 5 dos mRNAs, permitindo seu reconhecimento pelo ribossomo e outros eIFs participantes. A atividade do eIF4F é reforçada pela proteína de ligação a cauda poli-A (PABP), que atua através de uma interação direta com o eIF4G. Vários homólogos às subunidades do eIF4F e PABP foram previamente identificados nos tripanossomatídeos, como cinco homólogos do eIF4G (EIF4G1-5) e múltiplos homólogos das demais subunidades (EIF4E1-4, EIF4AI e III e PABP1-2) e suas funções vem sendo investigadas em Leishmania major e Trypanosoma brucei. Como parte deste estudo, nós demonstramos que tanto o LmEIF4G3 como o LmEIF4G4 interagem com o LmEIF4AI, embora mutações nos aminoácidos LNK destas proteínas abolam suas interações com o LmEIF4AI. As proteínas LmEIF4G3 e LmEIF4G4 também se ligam respectivamente aos homólogos LmEIF4E4 e LmEIF4E3 e diferentes aminoácidos foram associados a estas interações. A substituição dos resíduos FSL no LmEIF4G3 abole sua interação com o LmEIF4E4 e a mutagênese dos resíduos IL no LmEIF4G4 abole sua ligação ao LmEIF4E3. Adicionalmente, nós demonstramos que as proteínas LmEIF4G3 e LmEIF4G4 ligam-se à LmPABP1 e nós também sugerimos funções distintas para o TbEIF4AI e TbEIF4AIII em ambas as formas procíclica e sanguínea de T. brucei. Em síntese, nossos resultados indicam uma maior complexidade na iniciação da tradução nos tripanossomatídeos e provavelmente a mesma é regulada por pelo menos dois diferentes complexos eIF4F
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6072
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Genética

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3642_1.pdf5.99 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.