Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6031
Title: Sistema fluvial e açudagem no semi-árido, relação entre a conectividade da paisagem e dinâmica da precipitação, na bacia de drenagem do riacho do saco, Serra Talhada, Pernambuco
Authors: SOUZA, Jonas Otaviano Praça de
Keywords: Geomorfologia fluvial;Semi-árido;Sistema fluvial;Mapeamento geomorfológico;Conectividade da paisagem
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Otaviano Praça de Souza, Jonas; Carlos de Barros Corrêa, Antonio. Sistema fluvial e açudagem no semi-árido, relação entre a conectividade da paisagem e dinâmica da precipitação, na bacia de drenagem do riacho do saco, Serra Talhada, Pernambuco. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: A gestão de recursos hídricos no semi-árido nordestino está intimamente ligada com a variabilidade anual e interanual de precipitação, o que levou ao estabelecimento de uma rede de infraestrutura hídrica baseada na construção de açudes/barragens, com o objetivo de abastecimento/irrigação para a população, tornando, assim, necessário o gerenciamento desses açudes e de suas áreas de contribuição. Esta pesquisa procurou fazer uma análise do sistema físico da bacia de drenagem do riacho do Saco, localizado no Sertão de Pernambuco, dando ênfase ao sistema fluvial, e a partir disso avaliar a questão do planejamento regional voltado a açudagem no semi-árido brasileiro. Tendo como foco principal a conectividade da paisagem analisando os processos de transporte e sedimentação em ambiente semi-árido. Para tanto foram realizadas análises geomorfológicas e de uso do solo, a partir de mapeamentos 1:25000. Como também classificação dos eventos de precipitação do sistema, baseado nos escoamentos superficiais mensais médios, identificando assim os eventos efetivos do sistema. Essas análises levaram a identificação dos fatores limitantes de transmissão de matéria no sistema, que conjuntamente com a analise climática possibilitou a identificação a área de captação efetiva da bacia mediante três tipos de eventos chuvosos. No cenário de baixa magnitude apenas 33,8 % da bacia contribuíam efetivamente para a rede de drenagem, no de magnitude moderada o valor subia à 61,6 %, essa diferença é resultado da superação dos impedimentos sedimentares; chegando à 70,8% nos eventos de magnitude alta, a pouca variação dá-se a partir do controle dos açudes que interrompem todo transporte de carga de fundo, sendo esse transporte liberado apenas quando há rompimento do açude. Esse tipo de analise pode subsidiar a gestão ativa dos açudes do semi-árido focando a captura dos sedimentos de carga de fundo antes da chegada dos mesmos ao açude, aumentando, assim, a vida útil do mesmo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/6031
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1462_1.pdf7.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.