Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5963
Título: A logística como diferencial competitivo e inovador do agronegócio: perspectivas para o APL horticultura no agreste em Alagoas
Autor(es): FERREIRA, Luciano Magalhães
Palavras-chave: Logística;APL horticultura;Desenvolvimento econômico;Inovação;Competitividade
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Magalhães Ferreira, Luciano; Benzaquen Sicsu, Abraham. A logística como diferencial competitivo e inovador do agronegócio: perspectivas para o APL horticultura no agreste em Alagoas. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Nos últimos anos, a horticultura se tornou uma das principais alternativas para substituir a fumicultura na Região Agreste de Alagoas, provocando a rápida formação do aglomerado de horticultores. Diante dos fatos, o presente trabalho descreve os principais gargalos referentes à inovação do processo logístico das propriedades hortícolas inseridas no Arranjo Produtivo Local (APL) da Horticultura, que estão inibindo o desenvolvimento socioeconômico da Região Agreste do Estado de Alagoas. Para alcançar o objetivo proposto, foi realizada pesquisa bibliográfica e documental para embasar a fundamentação teórica; e, pesquisa de campo com observações assistemáticas in loco e com entrevistas semiestruturadas com os horticultores selecionados e com a gestora do APL Horticultura no Agreste. A pesquisa indicou que o processo produtivo das hortaliças é precário em todas as etapas, necessitando inovar seus processos logísticos para reduzir perdas e custos referentes à produção das hortaliças e apresentar no mercado consumidor um produto diferenciado e competitivo com valor agregado perceptível pelos clientes/consumidores e, assim impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região. Dessa forma, entende-se que a partir da capacitação produtiva e empresarial e da organização coletiva dos horticultores, seriam fortes atributos para aumentar as chances de se conseguir recursos financeiros junto aos bancos e instituições de fomento, com a disponibilização de linhas de crédito e financiamento especiais para investir em uma central de comercialização e processamento de hortaliças (packing house) e em infraestrutura logística que ofereça sustentabilidade ao processo produtivo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5963
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia de Produção

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo9011_1.pdf4,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.