Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/595
Title: Interações entre primatas: nativo (Callithrix jacchus) e introduzido (Saimiri sp.), na Reserva Biológica de Saltinho, Tamandaré-PE
Authors: Luciana Miranda Camarotti, Fátima
Keywords: Comportamento;Callithrix jacchus;Saimiri sp;Espécie Exótica;Mata Atlântica;Pernambuco
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Luciana Miranda Camarotti, Fátima; da Silva Souto, Antonio. Interações entre primatas: nativo (Callithrix jacchus) e introduzido (Saimiri sp.), na Reserva Biológica de Saltinho, Tamandaré-PE. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: A introdução de espécies exóticas é a soltura de indivíduos de uma espécie em uma área em que não ocorreriam normalmente. Por não encontrar um processo de competição já instalado, uma espécie introduzida tem mais chances de se estabelecer em menos tempo do que uma espécie nativa. Com a alteração das biotas, as espécies introduzidas são beneficiadas com a ausência do seu predador natural e podem se apresentar como competidoras, diminuindo os recursos alimentares das espécies endêmicas. O presente trabalho teve por objetivo identificar e avaliar as formas ecológicas e comportamentais das interações entre a espécie nativa, o sagüi-do-nordeste Callithrix jacchus, e a espécie exótica introduzida, o macaco-de-cheiro Saimiri sp. na Reserva Biológica de Saltinho (08°43 09 S e 35°10 11 W), Tamandaré, Pernambuco. O método de amostragem comportamental foi varredura instantânea com intervalos de cinco minutos. Foram registradas dezesseis interações. O índice de interação foi baixo e representou 2,4% do total do tempo de observação, sendo significativamente maior na estação seca (58,5%) que na chuvosa (41,5%). Os tipos de interações foram: agonística (n=6); territorial vocal (n=3); indiferente (n=5); tolerância (n=1) e mista (n=1). Na comparação dos comportamentos dos sagüis na ausência e na presença da espécie introduzida, constatou-se diferenças (p0,05) no forragear , comer , descansar , vigiar , social e catar-se . Durante as interações os macacos forragearam (26,8%) e se locomoveram (51,2%) mais do que os sagüis, e estes se mantiveram vigilantes por mais tempo (56,1%). Nossos resultados constataram que presença da espécie introduzida alterou o comportamento da espécie nativa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/595
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1231_1.pdf3.27 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.