Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/582
Title: Dispersão e predação de grandes sementes por Sciurus aestuans L. em fragmentos de Floresta Atlântica Montana no estado do Espírito Santo, Brasil
Authors: Ferreira Ribeiro, Luci
Keywords: Atallea oleifera; Caryocar edule; Defaunação; Dispersão de sementes; Floresta Atlântica; Hymenaea aurea; Licania kunthiana; L. leptostachya; Sciurus aestuans; Vantanea obovata
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Ferreira Ribeiro, Luci; Tabarelli, Marcelo. Dispersão e predação de grandes sementes por Sciurus aestuans L. em fragmentos de Floresta Atlântica Montana no estado do Espírito Santo, Brasil. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: As interações planta dispersor modulam o valor adaptativo das espécies de plantas e animais, atuando diretamente nas características reprodutivas das espécies vegetais e na história de vida dos animais. O padrão de frugivoria influencia no padrão da chuva de sementes de plantas, nas taxas de predação por invertebrados e, conseqüentemente, na germinação, sobrevivência de plântulas e no recrutamento de adultos. Considerando que as características demográficas de uma espécie são resultantes do recrutamento de indivíduos adultos, o padrão de forrageamento de animais dispersores é parcialmente responsável pela manutenção da organização de comunidades. No que se refere à dispersão mediada por roedores scatterhoarders, é sugerido um padrão de adaptação ao sistema planta dispersor em que as plantas envolvidas investiriam na produção de sementes grandes e comestíveis e com grande produção e maturação sincronizada, para que a oferta de recurso seja atraente para os predadores. E, em contrapartida, estes roedores realizariam armazenamento (por enterramento), para evitar competição, e propiciariam uma maior realocação de sementes, as quais seriam enterradas em baixas densidades e distantes da fonte do recurso, o que as protegeria do ataque de outros predadores. O enfoque desta pesquisa foi reconhecer padrões no comportamento do roedor scatterhoarder, Sciurus aestuans, com o objetivo de estabelecer parâmetros relacionados à atividade de frugivoria e de avaliar seus efeitos nas características populacionais de espécies arbóreas. Esta pesquisa foi realizada em fragmentos de floresta ombrófila densa montana no município de Santa Teresa (ES). Os fragmentos estudados apresentam influências de processos causadores de defaunação. As espécies envolvidas nos experimentos podem ser incluídas, a partir das características morfológicas dos seus frutos, na síndrome específica associada à dispersão por roedores. As espécies estudadas foram: (1) Attalea oleifera, Syagrus pseudococos, S. ruschiana, Polyandrococos caudescens, Bactris setosa e Euterpe edulis da família Arecaceae; (2) Licania kunthiana e L. leptostachia da família Chrysobalanaceae; (3) Caryocar edule da família Cariocaraceae; (4) Hymenea aurea da família Caesalpinaceae; e (5) Vantanea obovata da família Humiriaceae. Os resultados indicam uma seletividade de S. aestuans, quando comparadas diferentes espécies com a mesma síndrome associada a roedores. O esquilo prefere espécies de plantas com alta produção, grandes frutos com poucas sementes envolvidas por endocarpos resistentes e que não são usadas por outros predadores de sementes arborícolas. E, dentro desta síndrome, foi observada uma maior permanência de S. aestuans e um padrão de manipulação dos frutos mais elaborado em espécies com maior produtividade e com frutos de maior tamanho e dureza. Além disso, houve uma comprovação direta de menores taxas de predação e maiores taxas de armazenamento para espécies com frutos maiores. São poucos os trabalhos relacionados ao padrão de forrageamento de predadores de sementes da floresta Atlântica e as suas influências nas características reprodutivas das plantas associadas. Este trabalho tem como principal mérito apresentar padrões de comportamento até então não quantificados ou presenciados e fornecer subsídios para investigações mais profundas no que se refere às interações mutualísticas envolvendo esta espécie de esquilo em floresta Atlântica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/582
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4677_1.pdf3.38 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.