Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5805
Título: SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO, BREAKTHROUGH OU APENAS UMA EVOLUÇÃO DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO: A COMPARAÇÃO ATRAVÉS DE DOIS MODELOS TEÓRICOS
Autor(es): GOIS, Felipe Cabral de Araujo
Palavras-chave: Sistema Toyota; Sistemas de Produção
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Cabral de Araujo Gois, Felipe; Ghinato, Paulo. SISTEMAS INTEGRADOS DE PRODUÇÃO, BREAKTHROUGH OU APENAS UMA EVOLUÇÃO DO SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO: A COMPARAÇÃO ATRAVÉS DE DOIS MODELOS TEÓRICOS. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: O presente trabalho de pesquisa objetiva lançar luz sobre o processo evolutivo das configurações dos Sistemas de Produção. A questão básica que o originou está centrada na discussão a respeito da complementaridade e continuidade do Sistema Toyota de Produção em relação ao conjunto de novas plantas organizadas conforme o conceito da produção modular. Reunidas sob a definição de Sistemas Integrados de Produção, tais plantas são analisadas em suas características intrínsecas, com o intuito de elencar divergências e convergências. Estes aspectos são então reunidos sob uma definição de elementos comuns que permitam a construção de uma estrutura de representação do Sistema Integrado de Produção. Este modelo proposto pela pesquisa para o Sistema Integrado de Produção, com forma e conteúdo semelhantes aos já estabelecidos modelos para o Sistema Toyota de Produção, prestar-se-á então para o estudo comparativo de seus principais elementos constituintes (base fundamental, pilares estruturais e objetivos finais) em relação aos seus correspondentes em um modelo simplificado do Sistema Toyota de Produção, também proposto pela pesquisa a partir da análise comparativa dos modelos clássicos existentes. Obtém-se, em função da proposição destes dois modelos representativos para o Sistema Toyota de Produção e o Sistema Integrado de Produção, não somente o posicionamento relativo entre estes na evolução da configuração dos sistemas produtivos, mas também considerações relevantes para o aperfeiçoamento das estruturas dos novos modelos de gestão da produção, bem como um entendimento mais preciso dos requisitos necessários para a formulação de propostas de representação de novas formas de organização industrial
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5805
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia de Produção

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7363_1.pdf3,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.