Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5802
Título: Avaliação dos aspectos técnicos e operacionais do sistema condominial da Mangueira
Autor(es): Wanderley Souto Ferreira, Clarisse
Palavras-chave: Rede de esgoto condominial
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Wanderley Souto Ferreira, Clarisse; de Lourdes Florencio Santos, Maria. Avaliação dos aspectos técnicos e operacionais do sistema condominial da Mangueira. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: A cidade do Recife está situada no litoral oriental da região nordeste do Brasil, possui uma área de 218,7 km2. Sua população em 2000, era de 1.422.905 habitantes (IBGE,2000), representando 17,97 % da população do Estado e 42,61% da população da região metropolitana. Assim como a maioria das cidades brasileiras, não conta com sistemas adequados de coleta e tratamento de esgotos. No Recife, a cobertura dos sistemas de coleta de esgoto é inferior a 30% de sua área e são predominantemente do tipo convencional. O sistema condominial de esgotos é uma tecnologia adequada à realidade brasileira, devido ao seu baixo custo de implantação e adequação a tipologia habitacional e ocupacional. Este sistema, requer menores custos para a sua operação e manutenção, permite uma implantação descentralizada, a medida que são disponibilizados os recursos financeiros, bem como, possibilita o envolvimento da população nos processos de decisão, relativos a implementação do projeto, operação e manutenção do sistema. Em Recife, além dos sistema convencionais, vem sendo implantados, desde 1982, sistemas de coleta do tipo condominial, para minimizar a carência de saneamento básico no município. O objetivo geral deste trabalho foi fazer uma avaliação sobre do sistema condominial de esgotos implantado no bairro da Mangueira, em Recife-PE, no intuito de levantar as causas que levaram ao seu funcionamento precário. Os objetivos específicos são investigar o grau de satisfação da população com o sistema adotado, o funcionamento e os aspectos técnicos do sistema. A metodologia utilizada na avaliação contemplou técnicas quantitativas, através de questionários, aplicados à população. Foram realizados levantamentos sócio-econômicos e da condição de saneamento ambiental, avaliação do grau de satisfação da população com o sistema; avaliação do funcionamento e de aspectos técnicos do sistema e comparação entre o que foi proposto no projeto e o que foi implantado até o momento. O universo de estudo foram 300 domicílios ligados ao sistema condominial da área de estudo. Através de variáveis e indicadores ambientais definiu-se os setores, onde seriam aplicados os questionários. Com os resultados obtidos, foi possível constatar que o sistema de esgotos condominial do bairro da Mangueira, não funcionou satisfatoriamente, apresentando diversos problemas, tais como: ramal obstruído, caixa obstruída, mau cheiro, retorno dos esgotos,entupimento interno nas instalações hidro-sanitárias, coletor obstruído e poço de visita obstruído, principalmente nos locais, onde os ramais estão localizados no passeio. Para que para que o sistema, funcione adequadamente, se faz necessária a adoção de algumas medidas, tais como: promover mais divulgação e esclarecimentos sobre o sistema e um programa de educação sanitária e ambiental para a população, melhorar e agilizar o atendimento dos problemas ocorridos no sistema, concluir a ligação de todos os domicílios ao sistema de esgotos
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5802
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6630_1.pdf3,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.