Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/578
Title: Padrão de Assentamento em Sítios Arqueológicos na Zona da Mata Norte de Alagoas e Sul de Pernambuco
Authors: LIMA, Carlos Fabiano Marques de
Keywords: Salvamento Arqueológico; Padrão de Assentamento; Sítios a céu aberto; Arqueologia da Paisagem; Grupos Ceramistas; Pré-História do Nordeste
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Fabiano Marques de Lima, Carlos; Cristina Albuquerque de Luna, Suely. Padrão de Assentamento em Sítios Arqueológicos na Zona da Mata Norte de Alagoas e Sul de Pernambuco. 2006. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2006.
Abstract: Várias populações indígenas ocuparam a região da Zona da Mata Norte de Alagoas e Sul de Pernambuco por séculos. As primeiras informações acerca destas populações irão surgir com a publicação dos textos dos cronistas e religiosos do período colonial brasileiro. Posteriormente documentos do Estado brasileiro imperial e republicano descreveram a existência dos últimos aldeamentos naquela região destinados aos remanescentes indígenas que ainda insistiam em preservar alguns de seus traços culturais na região. As primeiras informações arqueológicas referentes à região de nossa pesquisa surgiram na década de 1930, com a descrição de estruturas de sambaquis nas proximidades das lagoas no litoral Norte de Alagoas, ocorrendo posteriormente atividades de campo realizadas na década de 1980 nestes locais. Em 1998 foram desenvolvidas atividades de salvamento arqueológico na área entre os municípios de Pilar AL e Cabo de Santo Agostinho PE, decorrente das atividades realizadas no Projeto GASALP, resultando num arcabouço de dados arqueológicos sobre aquela região e quê levantou a hipótese sobre o posicionamento dos sítios arqueológicos pré-históricos como uma escolha intencional do grupo ou grupos que ocuparam a área. Assim, foram identificadas 53 ocorrências de vestígios arqueológicos com a predominância de vestígios pré-históricos (cerâmica) inseridos em sítios a céu aberto e posicionados nas áreas de topo e vertentes dos Tabuleiros Costeiros. As analises preliminares indicam que a escolha especifica por estes locais nos Tabuleiros foi condicionada por elementos geomorfológicos da região e por traços culturais dos grupos indígenas que ocuparam o litoral do Nordeste do Brasil. Observações preliminares quanto às características gerais da geomorfologia e a área de registro das diversas ocorrências arqueológicas somada aos dados etnográficos suscitaram-nos a elaboração de algumas hipóteses para configurar a escolha da área para o assentamento: 1 houve por parte dos grupos preferência pela unidade estrutural especifica; 2 e, a peculiaridade dos assentamentos pode levá-los a ser considerados como aldeias de grupos agricultores ceramistas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/578
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Arqueologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo2324_1.pdf5.97 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.