Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/550
Título: Caracterização fisiológica e enzimática de Metarhizium spp. por eletroforese, análise em meios específicos e a atividade quitinolítica a partir da degradação da cutícula de Boophilus microplus
Autor(es): FERREIRA, Ubirany Lopes
Palavras-chave: Metarhizium spp.; Boophilus microplus; Atividade enzimática
Data do documento: 2004
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Lopes Ferreira, Ubirany; Áurea de Luna Alves Lima, Elza. Caracterização fisiológica e enzimática de Metarhizium spp. por eletroforese, análise em meios específicos e a atividade quitinolítica a partir da degradação da cutícula de Boophilus microplus. 2004. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Resumo: Foi verificado neste trabalho a atividade quitinolítica de Metarhizium spp. a partir da degradação da cutícula de Boophilus microplus, além das atividades lipolítica, amilolítica e proteolítica em meios basais, como também estudos do crescimento fúngico em três diferentes meios de cultura e isoenzimáticos. Foram observados maiores valores de atividade enzimática na linhagem CG291C (Metarhizium flavoviride var. flavoviride reisolada de B. microplus) em meio contendo cutícula de B. microplus para atividade quitinolítica, CG434C (M. anisopliae var. acridum reisolada de B. microplus) e CG434 (M. anisopliae var. acridum) lipolítica, CG442C (M. anisopliae var. acridum reisolada de B. microplus) proteolítica e CG442 (M. anisopliae var. acridum) para amilolítica. O meio BDA induziu o maior crescimento e esporulação, e entre os meios líquidos, Czapeck e Massa de arroz propiciaram maior peso da matéria seca. A análise eletroforética em gel de poliacrilamida demonstrou variações no número e posições das bandas, em cada um dos sistemas estudados. Foi observada maior variação nos perfis das bandas com relação às proteínas totais, em todas as linhagens, variando de uma a oito bandas com mobilidade relativa diferenciada. No sistema esterase as linhagens CG291 (Metarhizium flavoviride var. flavoviride) e CG291C (Metarhizium flavoviride var. flavoviride reisolada de B. microplus) apresentaram o mesmo perfil e mobilidade relativa o que diferiu das demais linhagens estudadas, revelando polimorfismo. Na visualização do gel para fosfatase ácida, apenas as linhagens CG291 e CG291C mostraram perfis idênticos com cinco bandas de mesma mobilidade relativa e revelando grande polimorfismo nas demais linhagens. No sistema superóxido dismutase as linhagens CG434, CG434c, CG442 e CG442C não apresentaram bandas. De modo geral, todas as linhagens mostraram padrões diferentes indicando uma variação fenotípica
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/550
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Biologia de Fungos

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4519_1.pdf6,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.