Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/542
Título: Estrutura e composição florística de herbáceas em diferentes estádios sucessionais de caatinga
Autor(es): Laine Ribeiro da Silva, Bárbara
Palavras-chave: Florestas secas; Região Semi-árida; Riqueza de espécies; Comunidade
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Laine Ribeiro da Silva, Bárbara; Silva de Almeida Cortez, Jarcilene. Estrutura e composição florística de herbáceas em diferentes estádios sucessionais de caatinga. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Considerando a importância da regeneração de ambientes antropizados no semi-árido do nordeste brasileiro e a importância ecológica e econômica do componente herbáceo nesta região, este estudo teve como objetivo analisar a estrutura de comunidades herbáceas em diferentes estádios sucessionais, bem como estudar a composição florística do componente herbáceo da Fazenda Tamanduá em Santa Terezinha, Paraíba. Para responder ao primeiro objetivo, foram selecionadas quatro áreas em diferentes estádios sucessionais de regeneração: área de pasto, área inicial, área intermediária e área preservada. Em cada área foram delimitadas três parcelas de 60 x 30 m, e em cada parcela foram distribuídas de forma arbitrária cinco subparcelas de 1,5 x 2,5 m, as quais foram divididas em quadrantes de 0,5 x 0,5 m para coletas mensais. A flora herbácea nas quatro áreas de estudo esteve representada por 78 espécies pertencentes a 51 gêneros incluídos em 27 famílias. A espécie mais freqüente em todas as áreas foi Hyptis suaveolens (L.). A riqueza foi maior na área preservada e menor na área inicial, não havendo diferença significativa entre as áreas de pasto, preservada e intermediária. Em relação à abundância não houve diferença significativa entre as áreas, porém a biomassa foi maior nas áreas de pasto e inicial. A diversidade alfa e a equitabilidade foram maiores na área preservada, seguida das áreas intermediária, pasto e inicial. Já a diversidade beta foi maior na área inicial, seguida das áreas intermediária, preservada e pasto. A estrutura da área preservada apresentou maior similaridade com a área intermediária e depois com a área de pasto. Para responder ao segundo objetivo foram realizadas coletas de herbáceas através de caminhadas aleatórias, incluindo áreas em diferentes estádios de regeneração e áreas preservadas, durante os meses de março a junho/2009 e março a maio/2010. O levantamento florístico do componente herbáceo resultou em 84 espécies, distribuídas em 69 gêneros e 34 famílias. As famílias mais representativas foram Poaceae, Convolvulaceae, Fabaceae e Malvaceae, correspondendo a 41% da flora herbácea encontrada. Heliotropium (Boraginaceae), Jacquemontia (Convolvulaceae) e Waltheria (Sterculiaceae) foram os gêneros mais representativos. O elevado número de espécies encontradas neste estudo demonstra a importância do componente herbáceo da caatinga
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/542
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Vegetal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2373_1.pdf2,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.