Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/539
Título: Infecções fúngicas em pacientes pediátricos portadores de neoplasias
Autor(es): Maria Rabelo de Carvalho, Ana
Palavras-chave: Infecções fúngicas; Diagnóstico; Paciente pediátrico; Câncer
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maria Rabelo de Carvalho, Ana; Pereira Neves, Rejane. Infecções fúngicas em pacientes pediátricos portadores de neoplasias. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia de Fungos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Infecções fúngicas são freqüentes em pacientes com neoplasias, principalmente as crianças, devido à imaturidade do sistema imunológico e quando fazem uso de terapêuticas invasivas, internamento prolongado e medicamentos imunossupressores. O presente estudo teve como objetivos diagnosticar infecções fúngicas em crianças com câncer e relatar as espécies isoladas correlacionando com o tipo de câncer. Foram realizadas coletas no Hospital Universitário Oswaldo Cruz/ Centro de Oncologia Pediátrica de acordo com a solicitação médica, no período de março de 2006 a julho de 2007, utilizando diversas técnicas que variaram com o tipo de amostra clínica. As amostras foram manipuladas para realização do exame direto e cultura e em seguida purificadas e identificadas. Foram coletadas amostras de 122 pacientes e isoladas leveduras em 29 amostras de sangue, cinco da cavidade oral, uma da urina e região inguinal e uma de fungo filamentoso da pele. Foram isoladas 14 amostras de Candida albicans, nove de C. guilliennondii, nove de C. parapsilosis, duas de C. tropicalis, uma de C. glabrata, uma de Trichosporon cutaneum e uma de Trichophyton rubrum. Dos 35 pacientes com culturas positivas para fungos 21 eram portadores de hematopatias malignas e 14 de tumores sólidos. As infecções fúngicas são freqüentes em crianças com neoplasias, sendo as espécies de Candida as mais prevalentes e que os portadores de malignidades hematológicas são os mais afetados. Por esta razão, a falta de um diagnóstico preciso e precoce pode levar a doenças mais severas e óbito
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/539
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia de Fungos

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3015_1.pdf11,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.