Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5302
Título: Estudo da condutividade hidráulica em argila compactada saturada e da interação físico-quimica quando percolada por fluidos contaminantes e biossurfactante
Autor(es): Inacio Bezerra Rodrigues, Giullian
Palavras-chave: Biossurfactante;Condutividade hidráulica;Contaminação;Óleo
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Inacio Bezerra Rodrigues, Giullian; Romero de Melo Ferreira, Silvio. Estudo da condutividade hidráulica em argila compactada saturada e da interação físico-quimica quando percolada por fluidos contaminantes e biossurfactante. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: As interações físicas e químicas de um solo argiloso compactado e percolado com diversos fluidos contaminantes são analisadas através de ensaios de laboratório. Este solo é oriundo da Formação Barreiras, situada na região Metropolitana do Recife, e foi compactado dinamicamente com peso específico aparente seco de campo e máximo, na umidade natural e ótima. Os contaminantes percolados no solo foram a solução saturada de cloreto de sódio, o óleo lubrificante de motor e o chorume. Foi percolado também junto ao óleo lubrificante e ao chorume o composto biossurfactante com o intuito de atenuação da contaminação. Para parâmetro comparativo das interações percolou-se água destilada no solo. No programa de investigação laboratorial foram realizados ensaios físicos e químicos dos solos natural e contaminado, como também dos fluidos percolados. Analisase o solo como barreira natural de retenção e também a atenuação do biossurfactante em relação aos metais pesados contidos no óleo lubrificante e no chorume. Mede-se a condutividade hidráulica com diferentes espessuras da camada argilosa nos percolantes água destilada e solução saturada de cloreto de sódio. Constata-se que a variação da espessura reduz significativamente a condutividade, principalmente na percolação da solução saturada de cloreto de sódio. Constata-se que o composto biossurfactante influencia a condutividade hidráulica, reduzindo seu valor, como também na atenuação e remoção de metais pesados do solo
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5302
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2429_1.pdf1,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.