Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5282
Título: Desenvolvimento e caracterização de cerâmicas para fabricação de próteses dentárias
Autor(es): RAMOS FILHO, Fernando Bezerra
Palavras-chave: Prótese dentária; Cerâmica dentária; Desenvolvimento; Caracterização
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Bezerra Ramos Filho, Fernando; Prasad Yadava, Yogendra. Desenvolvimento e caracterização de cerâmicas para fabricação de próteses dentárias. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Atualmente, as qualidades dos produtos e do processamento têm vital importância em quase todos os setores econômicos em nossa sociedade. O desenvolvimento e caracterização de cerâmica para fabricação de próteses dentária vêm sendo buscados através de vários trabalhos ao longo da história. As cerâmicas odontológicas podem consistir principalmente em vidros, porcelanas, cerâmicas vítreas ou estruturas cristalinas. Elas possuem propriedades químicas, mecânicas, físicas e térmicas que a distinguem de outros materiais, tais como metais e resinas acrílicas. As propriedades das cerâmicas são desenvolvidas especialmente para aplicação odontológica por meio de um controle rígido do tipo e quantidade de componentes usados na sua produção. As cerâmicas odontológicas exibem uma resistência à flexão e tenacidade à fratura de moderado a excelente. As cerâmicas odontológicas são estruturas não-metálicas, inorgânicas e contêm principalmente, compostos de oxigênio com um ou mais elementos metálicos ou não-metálicos (alumínio, cálcio, lítio, sódio, titânio e zircônio). A qualidade das cerâmicas depende, dentre outros fatores, das características físicas e químicas dos materiais usados em sua composição, visando à construção das próteses odontológicas metalo-cerâmicas. Deste modo, neste trabalho estudamos a composição de uma cerâmica, para fabricação de prótese dentária metalo-cerâmicas, as modificações ocorridas com adição de aditivos utilizados pelas indústrias cerâmicas, as reações que ocorre na interface da cerâmica com o metal, a microestrutura e propriedade mecânica (dureza), da respectiva cerâmica que é importada e comercializada em nosso estado, utilizada por vários profissionais, que obtém bons trabalhos. Estudamos as mesmas reações e propriedades após confecção de amostras de próteses com a formulação original (PURA) e as que foram preparadas com aditivos, separadamente , usados na indústria cerâmica tradicionais: CMC, ADCER e TIXOLAM. Suas propriedades foram estudadas por difratometria de raios -X, análise de área superficial (BET), microdureza Vickers e microscopia eletrônica de varredura. Podemos constatar a melhoria na microestrutura, na interface entre a cerâmica e o metal e aumento da dureza nas próteses que usaram os aditivos CMC e ADCER
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5282
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mecânica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo3809_1.pdf3,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.