Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/528
Title: Redes sociais e compartilhamento de conhecimento : o caso do Centro Tecnológico do Agreste de Pernambuco
Authors: de Melo Cabral, Sabrina
Keywords: Redes sociais; Compartilhamento do conhecimento; Sistema local de inovação e centros tecnológicos
Issue Date: 31-Jan-2009
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: de Melo Cabral, Sabrina; Rodrigues Oliveira, Rezilda. Redes sociais e compartilhamento de conhecimento : o caso do Centro Tecnológico do Agreste de Pernambuco. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Abstract: O estudo teve como objetivo analisar a atuação do Centro Tecnológico do Agreste (CTA) de Pernambuco, instalado em Caruaru, e no contexto da política pública estadual de inovação, sob a lente de Sistemas Locais de Inovação (SLI), Políticas Públicas (PP), Redes Sociais (RS) e Compartilhamento do Conhecimento. O método de pesquisa adotado foi o qualitativo, sendo a estratégia utilizada a do estudo de caso único. Os dados foram coletados por meio de pesquisa documental, bibliográfica e entrevistas semi-estruturadas e individuais, além de notas de campo feitas nas visitas a Caruaru. A análise focalizou o papel do CTA indicando a incipiência de um sistema local de inovação. O SLI foi delineado com base nas relações sociais existentes entre os stakeholders mapeados, ao longo de um processo de desenvolvimento local, empreendido pelo governo estadual, compreendendo tanto a gestão de Jarbas Vasconcelos como a de Eduardo Campos. Como mencionado, o modelo de análise abordou redes sociais, delimitação do espaço sociotécnico e das relações sociais construídas nesse entorno, enfocando as necessidades locais em relação ao saber direcionado para a educação, inovação e desenvolvimento local. Sendo assim, no que se refere ao propósito de promover uma gestão mais compartilhada e de interiorização do conhecimento, o entendimento é de que ainda são reduzidos os avanços alcançados pelo CTA no sentido deste ser o agente de fomento à consolidação da base local de inovação, pelo menos no curto prazo. Os resultados indicam que, das três funções básicas: Educação Profissional, Inovação Tecnológica e Empreendedorismo, inicialmente atribuídas ao CTA, apenas a primeira vêm se institucionalizando. Podendo-se afirmar que o papel que o CTA desempenha nesse sistema local de inovação estudado está aquém do esperado tanto pelos stakeholders quanto pelo delineado em sua criação por meio do Programa de Centros Tecnológicos. Vale salientar que a produção local e a adaptação de inovações por muitas vezes seguem através da prática, nas tentativas dos produtores locais. Há programas institucionais implementados pelo Sistema S (SEBRAE, SENAC, SENAI, SESI e SESC), mas esse mecanismo pode ser intensificado, devido à necessidade de velocidade nas inovações no contexto do CTA, por meio de intercâmbios interinstitucionais, socialização dos conhecimentos, crédito, infra-estrutura para a consolidação das alianças nas redes impulsionando a produção de inovação e conhecimento
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/528
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1071_1.pdf2.39 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.