Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5249
Título: Estudo do processo erosivo em encostas ocupadas
Autor(es): MEIRA, Frankslale Fabian Diniz Andrade
Palavras-chave: Erosão Urbana; Erodibilidade; Formação Barreiras
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Fabian Diniz Andrade Meira, Frankslale; Quental Coutinho, Roberto. Estudo do processo erosivo em encostas ocupadas. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Nas áreas urbanas das capitais nordestinas, a exemplo de Recife, é muito freqüente a ocupação informal sob a forma de assentamentos precários sobre os solos da Formação Barreiras, que são sedimentos não consolidados, depositados no final do período Terciário. Esses sedimentos caracterizados por fácies fluviais e de leque aluvial de granulometria diferenciada e associados a relevos tabulares a colinosos de altura variável, apresentam alta suscetibilidade à erosão, com formação de voçorocas urbanas de grandes dimensões, razão pela qual constituem terrenos urbanos de baixo valor imobiliário, estimulando as invasões. Essa tese de doutorado da UFPE faz parte do Projeto Pronex CNPq/FACEPE com apoios da UFRPE e Prefeitura de Recife e tem como objetivo acompanhar o comportamento dos fenômenos de erosão em um campo experimental com ocupação urbana, sobre a Formação Barreiras, localizado na cidade do Recife, Bairro do Ibura, na localidade de Três Carneiros. Para a interpretação dos mecanismos naturais e antrópicos envolvidos na fenomenologia da erodibilidade desses taludes, foi realizada extensa campanha de investigação geotécnica de campo e de laboratório incluindo: condutividade hidráulica com o permeâmetro Guelph, perfis de umidade, caracterização física, química e mineralógica, sucção, compressibilidade, resistência ao cisalhamento direto convencional e com sucção controlada. A análise da erodibilidade em campo foi avaliada por meio de uma unidade de monitoramento para coleta de solo e água proveniente da encosta, provocado pelas chuvas naturais. Além do monitoramento foram realizados experimentos através de instalações de parcelas, para determinação da perda de solo pelo escoamento provocado por chuvas simuladas. Os ensaios em laboratório foram realizados por meio do ensaio de Inderbitzen, Inderbitzen modificado, Metodologia MCT, ensaio de desagregação, Pinhole, crumb test, análise química total e da água intersticial e análise mineralógica. A análise conjunta dos resultados permitiu identificar, que os mecanismos de evolução atuam de forma complexa, devido à interação entre os processos de erosão por impacto das gotas de chuva, fluxo superficial e atividades antrópicas. Através dos vários critérios utilizados na literatura foi verificado que as camadas superficiais, formadas por solos da Formação Barreiras são bastante susceptíveis ao processo erosivo. Através do conhecimento técnico do processo de erosão nas áreas ocupadas, onde os fatores causais do processo de erosão têm origem em parte nas atividades antrópicas, será possível construir modelos mais realistas dos desastres associados a esses processos, aumentando a eficiência das medidas não estruturais e estruturais, evitando tragédias e perdas materiais e fornecendo instrumentos de regulação para coibir as ocupações desordenadas
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5249
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2456_1.pdf9,2 MBAdobe PDFVer/Abrir
arquivo2456_2.pdf3,34 MBAdobe PDFVer/Abrir
arquivo2456_3.pdf8,65 MBAdobe PDFVer/Abrir
arquivo2456_4.pdf4,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.