Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5235
Título: Estudo de reaproveitamento dos resíduos da indústria de anodização do alumínio para fabricação de isoladores elétricos de de alta tensão
Autor(es): Franca de Carvalho, Mércia
Palavras-chave: Resíduos industriais;Indústria de anodização;Reaproveitamento;Alumina;Isolador elétrico
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Franca de Carvalho, Mércia; Prasad Yadava, Yogendra. Estudo de reaproveitamento dos resíduos da indústria de anodização do alumínio para fabricação de isoladores elétricos de de alta tensão. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: A anodização de alumínio e processos de revestimento de superfície é técnica comumente usada para produzir uma película decorativa e protetiva de alta qualidade. Estes processos demandam um grande consumo de água, e como conseqüência, tem-se a geração de expressivo volume de Iodo industrial contendo quantidade significativa de hidróxido de alumínio coloidal, juntamente com o sódio, cálcio, sulfato de alumínio e água (entre 85-90%), resultando em uma problemática na eleiminação destes resíduos industriais e a devida proteção ao meio ambiente. O alto teor de hidróxido de alumínio em resíduos industriais da anodização constitui um amplo atrativo para fabricação de produtos industriais cerâmicos. No presente trabalho, foram coletados os resíduos numa indústria e anodização de alumínio no nordeste do Brasil. Estes foram secos a temperatura de 200ºC por um período de 24 horas para eliminação da água existente, que neste caso foi detectado uma umidade e 88% por peso com redução significativa do volume de massa. Na etapa seguinte, os resíduos secos foram calcinados a temperatura de 1000ºC por um período de 24 horas para dissociação de substâncias químicas, ou seja, eliminação de impurezas; e na etapa final, estes foram calcinados a temperatura de 1400ºC por um período de 48 horas com a finalidade de obtenção da maior porcentagem de alumina no material. Em todas as etapas de temperatura, os resíduos foram submetidos à apreciação estrutural e química através da análise de difratometria de raios x e flourescência de raios x, em que nos quais se evidenciava um grande potencial de alumina. Após avaliação do resultado destes ensaios, verificou-se um crescimento gradativo da porcetagem de alumina, principalmente na de 1400ºC que obtivemos aproximadamente 93% de alumina. Com a obtenção de uma massa cerâmica de alto teor de alumina, foram conformados corpos de prova de forma cilíndrica com 30 mm de diâmetro e 5 mm de espessura. Os mesmos foram submetidos aos ensaios cerâmicos, mecânicos e de medida elétrica. Após a obtenção de 93% de alumina no resíduo reciclado, o resultado da medida elétrica apresentou um resistência elétrica volumétrica de aproximadamente 1014 Ωm, o qual é suficiente para a fabricação de isoladores elétricos. Com base nas análises realizadas foi possível constatar que o resíduo quando tratado resulta em uma matéria prima para a produção de de isoladores elétricos de alta tensão
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5235
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mecânica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2258_1.pdf2,96 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.