Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5162
Título: Avaliação dos processos produtivos com mapeamento de fluxo de valor e aplicação do sistema kanban: estudo de caso em uma empresa de produtos de higiene
Autor(es): Regina Diniz Carneiro Leão, Silvia
Palavras-chave: Sistemas de produção;Ferramentas de gestão;Tipos de processo;Leiaute;Mapeamento de fluxo de valor;Lead time;Takt time;Sistema kanban
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Regina Diniz Carneiro Leão, Silvia; José dos Santos, Maurílio. Avaliação dos processos produtivos com mapeamento de fluxo de valor e aplicação do sistema kanban: estudo de caso em uma empresa de produtos de higiene. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: As empresas utilizam diferentes sistemas de produção, tipos de processos produtivos e leiautes, mas todas estão sempre em busca de reduzir os custos. Para isso, utilizam muitas ferramentas de gestão, muitas delas de origem japonesas, como o Mapeamento do Fluxo de Valor (MFV) e o sistema kanban. Este trabalho tem o objetivo de descrever e classificar os sistemas de produção, os tipos de processos produtivos e de leiaute, apresentar a ferramenta MFV e o sistema kanban e, realizando um estudo de caso, apresentar a aplicação destas ferramentas na prática, de forma a facilitar a utilização das mesmas por gestores. O estudo apresenta uma fábrica com sistema tradicional de produção, um processo em lotes e um leiaute misto, englobando o leiaute funcional e células lineares e funcionais. Foram calculados, para a empresa estudada, um lead time de 68,59 dias, um tempo de processamento de 0,92 segundo, um takt time de 0,66 segundo e uma eficiência de fluxo de 1,78 x 10-5%. Com o desenvolvimento de um de fluxo de valor futuro, obteve-se a redução do lead time para 15,64 dias e o aumento da eficiência de fluxo para 7,84 x 10-5%, o que representa uma melhoria de 338%. O presente trabalho descreve a adaptação da teoria do sistema kanban à prática, apresentando o cálculo utilizado para definição do número de kanbans de produção, o design estabelecido para o cartão, a definição do quadro porta-kanban e o funcionamento do sistema. A pesquisa apresenta as dificuldades encontradas para a realização do MFV e do sistema kanban, pela escassez e dificuldade de levantamento dos dados de produção necessários e mostra a possibilidade de adaptação da teoria à prática, assim como a importância dos profissionais conhecerem as teorias das ferramentas de gestão para melhor aproveitarem o que elas têm a oferecer
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5162
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mecânica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2144_1.pdf3,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.