Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5048
Título: Avaliar a influência de fármacos antiflamatórios hormonais e não hormonais sobre a fragilidade osmótica e marcação de hemácias com 99mTc em ratos
Autor(es): Henrique Goersch Bastos, Fernando
Palavras-chave: Antiinflamatorios;Biofísica
Data do documento: 2003
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Henrique Goersch Bastos, Fernando; Teresa Jansem de Almeida Catanho, Maria. Avaliar a influência de fármacos antiflamatórios hormonais e não hormonais sobre a fragilidade osmótica e marcação de hemácias com 99mTc em ratos. 2003. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biofísica, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2003.
Resumo: A dexametasona (Dex), o complexo B (Com B) e o piroxican (P) são fármacos antiinflamatórios freqüentemente utilizados no tratamento da inflamação de origem neurogênica ou de natureza músculo-esquelética. Este trabalho visa avaliar a influência de fármacos antiinflamatórios sobre a fragilidade osmótica e marcação de hemácias e proteínas plasmáticas com 99mTc in vitro. Amostras de células sangüíneas de ratos Wistar foram tratadas com diferentes concentrações de Dex e Com B por um período de 1 hora e em seguida foram submetidas à centrifugação 1000g/15 min e lavadas por 2 vezes. As hemácias foram submetidas à solução salina de 0,1- 0,9%. Os resultados mostram que o tratamento com Dex e Complexo B provoca uma hemólise de 100% nas concentrações de solução salina de 0,1 0,4%, não sendo observado hemólise nas concentrações de 0,7 0,9%. Numa segunda etapa, amostras de sangue, com anticoagulante, de ratos Wistar foram incubadas com diferentes concentrações de fármacos antiinflamatórias durante uma hora na presença de cloreto estanoso. Após a incubação o 99mTc foi adicionado em todas os tubos e incubado por 10 min. As amostras foram centrifugadas e o plasma e as células sangüíneas foram separadas. Alíquotas destas foram precipitadas com ácido tricloroacético (TCA) a 5% e as frações solúveis e insolúveis separadas. As percentagens de radioatividade (%ATI) das amostras foram calculadas e os resultados indicam que a Dex, o Com B e o P reduzem a eficiência de captação do 99mTc. Estes experimentos indicam que os fármacos antiinflamatórios apresentam possível efeito oxidativo, como também competem com o sítio de ligação do íon estanho ou 99mTc
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5048
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biofísica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4444_1.pdf369 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.