Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5019
Título: Aplicação da estatística para descrever o comportamento de um solo expansivo
Autor(es): de Paiva, William
Palavras-chave: Argila expansiva não saturada; Análise estatística; Variação volumétrica
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: de Paiva, William; Maria Justino da Silva, José. Aplicação da estatística para descrever o comportamento de um solo expansivo. 2009. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Esta tese apresenta estudos realizados em uma área do município de Paulista, litoral norte do estado de Pernambuco. A maior parte dos solos é proveniente da ação do intemperismo sobre o calcário margoso da Formação Maria Farinha. Os estudos estão relacionados à variação volumétrica e de umidade de uma argila expansiva não saturada para três condições distintas de cobertura (área sem vegetação, área coberta com uma placa de concreto asfalto e área com vegetação). Foram desenvolvidas investigações experimentais de campo e de laboratório. Observou-se que o nível do lençol freático flutuou entre 1,0m e 3,3 m de profundidade em relação à superfície do terreno. O trabalho de campo consistiu na obtenção de amostras indeformadas tipo shelby ; verificação da temperatura do solo através de termopar a cada três meses; determinação da umidade gravimétrica, volumétrica e do grau de saturação com a sonda de nêutrons; medidas de deslocamento vertical utilizando placas superficiais; definição do nível de água através de piezômetros tipo Casagrande. Em laboratório fez-se a caracterização física do solo de cada célula imaginária geostatística, mineralogia da fração argila, expansão livre, permeabilidade, peso específico aparente natural, sucção matricial, determinação dos demais índices físicos e da curva de retenção. Através das leituras com a sonda de nêutrons, verifica-se como ocorre a variação de umidade e grau de saturação, entre as áreas, em um período de quinze meses e a uma profundidade que variou de 0,1m a 2,5 m. Para a interpretação dos resultados utilizou-se da estatística clássica, sendo usados os parâmetros descritivos para um conhecimento inicial dos dados. Em seguida foi aplicada à inferência estatística por meio da análise de variância para um e dois fatores, regressão linear simples, análise multivariada em componentes principais (A.C.P). A Geoestatística foi utilizada para determinação da dependência espacial entre as variáveis e geração de mapas de comportamento das variáveis no tempo. As análises realizadas indicaram que devido à diferença de cobertura há uma variação de umidade, sucção, temperatura e volume diferente entre as três áreas e ocorre uma menor flutuação de umidade no centro da placa, se acentuando na área das bordas. Portanto, movimentos diferenciais e, conseqüentemente, processos de fissura na placa
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/5019
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2264_1.pdf4,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.