Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4919
Título: Modelagem da poluição pontual e difusa: aplicação do modelo Moneris à Bacia hidrográfica do rio Ipojuca, Pernambuco
Autor(es): BARROS, Alessandra Maciel de Lima
Palavras-chave: Aporte de nutrientes;Fontes pontuais e difusas;Modelagem matemática
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maciel de Lima Barros, Alessandra; do Carmo Martins Sobral, Maria. Modelagem da poluição pontual e difusa: aplicação do modelo Moneris à Bacia hidrográfica do rio Ipojuca, Pernambuco. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: As emissões de poluentes e nutrientes são causadoras de diversos problemas nos ecossistemas aquáticos. O excesso de nutrientes, especificamente, o nitrogênio e o fósforo, é o principal responsável pelo processo de eutrofização dos corpos d água. Na maioria dos países desenvolvidos, grande atenção vem sendo dada à poluição difusa, uma vez que os lançamentos pontuais já foram equacionados. Este trabalho teve por objetivo quantificar a emissão de nutrientes, proveniente de fontes pontuais e difusas, na bacia hidrográfica do rio Ipojuca, localizada no Estado de Pernambuco, utilizando o modelo MONERIS (Modelling Nutrient Emissions in River Systems). Este modelo foi desenvolvido na Alemanha e já foi aplicado em mais de 600 bacias hidrográficas da Europa. Os dados de vazão, qualidade da água e sistema de informações geográficas são a base do modelo. A bacia do rio Ipojuca foi escolhida devido à sua importância estratégica para o desenvolvimento da região. Além disso, a qualidade da água do rio Ipojuca apresenta-se bastante comprometida. Avaliaramse também os aspectos legais e institucionais referentes ao controle da poluição hídrica, bem como a situação da qualidade da água e do sistema de monitoramento existente. De acordo com os resultados do modelo, o lançamento de esgotos domésticos não tratados representa a maior fonte geradora de nutrientes na bacia. Tal resultado é totalmente condizente com a realidade local. Embora os desvios entre as cargas de nutrientes observadas e estimadas pelo modelo tenham atingidos níveis razoáveis após calibração, o ajuste adequado às condições tropicais ainda requer tempo e esforço. O modelo MONERIS mostrou ser uma ferramenta eficiente, que permite a identificação e quantificação de cargas pontuais e difusas, possibilitando a adoção de medidas que visem a sua redução. Espera-se que o presente estudo, realizado pela primeira vez em uma bacia de clima tropical de regime intermitente, possa servir como referência para uma aplicação posterior em outras bacias hidrográficas. Essa ferramenta poderá ser utilizada no futuro para auxiliar o processo de tomada de decisão, o planejamento e a gestão dos recursos hídricos no Brasil
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4919
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Civil

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2190_1.pdf4,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.