Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4909
Título: Reação álcali-silicato: avaliação do comportamento de agregados graúdos da região metropolitana do Recife frente a diferentes tipos de cimento
Autor(es): ARRAIS, Miguel Sebastião Maia Chaves
Palavras-chave: Reação álcali-silicato; Tipo de cimento; Reatividade dos agregados
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Sebastião Maia Chaves Arrais, Miguel; Bezerra de Melo, Evenildo. Reação álcali-silicato: avaliação do comportamento de agregados graúdos da região metropolitana do Recife frente a diferentes tipos de cimento. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mineral, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: A reação álcali-silicato apresenta-se como uma das condicionantes da durabilidade das estruturas de concreto. São reações expansivas internas que se desenvolvem entre os constituintes reativos dos agregados e os íons alcalinos e hidroxilas presentes na solução intersticial do concreto. Constituem uma manifestação patológica para a qual ainda não existe uma solução aceitável, mas apenas alguns métodos de mitigação. A adoção de agregados não reativos tem sido considerada a maneira mais eficiente de evitar a ocorrência da reação, porém nem sempre é possível. Nesse sentido, a utilização de adições pozolânicas nos cimentos utilizado para a confecção de concretos tem se mostrado uma forma mais fácil e eficaz de inibir essas reações. Contudo no Brasil e particularmente em Pernambuco, os estudos realizados sobre a potencialidade reativa de agregados e a capacidade de cimentos pozolânicos na prevenção da reação são recentes e escassos. Então, o presente trabalho surge neste contexto e avaliou o potencial reativo de quatro amostras de agregados graúdos utilizados na confecção de concreto na Região Metropolitana do Recife frente a três tipos de cimentos: CP II-Z, CP IV e CP V-ARI. Para tal adotou-se a metodologia da NBR 15577/2008, incluindo análise petrográfica, determinação de expansão em barras de argamassa pelo método acelerado e microscopia eletrônica de varredura acoplada a espectroscopia de raios-x por energia dispersiva. Os resultados da análise petrográfica mostraram que todos os agregados estudados possuem minerais reativos. As expansões medidas no ensaio acelerado confirmaram a potencialidade reativa de três das quatro amostras de agregados. Apenas o cimento CP IV foi eficaz para inibir as expansões deletérias nas barras moldadas com os agregados potencialmente reativos. As observações por MEV/EDS mostraram que em todas as barras de argamassa houve a formação de gel sílico-alcalino, inclusive naquelas moldadas com o cimento CP IV. As maiores expansões ocorreram nas barras confeccionadas com as amostras de agregados provenientes de rochas miloníticas, que apresentaram maior quantidade de quartzo microgranular
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4909
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mineral

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo2634_1.pdf7,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.