Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4858
Título: A pátria nasceu aqui: o discurso das batalhas dos Guararapes e a educação nas décadas de 1960 e 1970
Autor(es): Marques de Carvalho Gondim, Amanda
Palavras-chave: Pátria; Nação; Identidade; História da Educação; Educação; Discurso; Batalhas dos Guararapes
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Marques de Carvalho Gondim, Amanda; Fernandes de Souza, Edilson. A pátria nasceu aqui: o discurso das batalhas dos Guararapes e a educação nas décadas de 1960 e 1970. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: O trabalho versa sobre a educação em sentido amplo e trata as batalhas dos Guararapes como elemento importante para a formação da identidade nacional brasileira entre as décadas de 1960 e 1970. O período histórico refere-se a dois momentos importantes no contexto político brasileiro: o primeiro relacionado a incertezas, o segundo com a consolidação de uma realidade política. Entende-se que nos primeiros anos da década de 1960 no Brasil o contexto histórico encontrava-se envolto por várias expectativas sociais e políticas representadas na eleição de Jânio Quadros. Esse primeiro momento sugeriu algumas incertezas no campo educacional tendo em vista algumas reformas iniciadas nesse período, tais como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação no Brasil, no ano de 1961. O segundo momento, que reflete uma mudança profunda na política do Brasil, mostrou outro caminho percorrido pela história. Nele, a sociedade encontrou-se mergulhada em uma realidade na qual a estabilidade política era garantida pelas mãos dos militares. No entanto, é possível perceber que em ambos os momentos houve um discurso em comum: As batalhas dos Guararapes para o surgimento da pátria. O discurso produzido em torno das batalhas dos Guararapes à época remete a uma série de espaços onde será ecoado. O painel elaborado por Francisco Brennand foi artisticamente criado entre os anos de 1961 e 1962 como uma forma de ver as incertezas políticas existentes no período e, com ele, outros objetos que também farão alusão ao feito heróico . Apesar de a insurreição pernambucana ter tido outros momentos de lutas e vitórias, foram as batalhas dos Guararapes que emergiram como enunciado para a produção do discurso de surgimento da pátria na educação. A expulsão holandesa do Brasil, encontrada nas fontes ligando o acontecimento principalmente pelo feito nas batalhas dos Guararapes, mostrou-se nas décadas de 1960 e 1970 como um dos elementos fundamentais na formação da nação brasileira. Tendo aspectos exaltados em seu discurso como a união das três raças e o berço do exército brasileiro, as batalhas dos Guararapes emergiram com a afirmação que, de fato, o Brasil nasceu aqui
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4858
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo813_1.pdf6,61 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.