Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4824
Título: Educação Física no Jardim-de-Infância : concepções e práticas corporais infantis na Revista de Educação Física do Exército (1932-1942)
Autor(es): Marques Bezerra, Fábio
Palavras-chave: Educação física infantil;Militarismo;Periódico.
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Marques Bezerra, Fábio; Luis Simões, José. Educação Física no Jardim-de-Infância : concepções e práticas corporais infantis na Revista de Educação Física do Exército (1932-1942). 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: Este estudo busca compreender as concepções dos militares a respeito da infância e das práticas corporais desenvolvidas no jardim-de-infância. Para isso, foi estabelecido um mapeamento de artigos da Revista de Educação Física do Exército entre os anos de 1932 e 1942 que tratassem sobre o militarismo e as diversas abordagens da educação física infantil, seguindo-se da análise a partir das noções de biopolítica e disciplinarização do viver estabelecidas por Michel Foucault, bem como a de representação presente nas proposições de Roger Chartier, das influências do pensamento militar para a construção de uma educação do físico infantil. O mapeamento mostrou que, nesse periódico, os editores/articulistas incorporaram aos discursos de uma educação física no jardim-de-infância não apenas a doutrina militar, como também os conhecimentos referentes ao higienismo e ao escolanovismo, mostrando um caráter multidisciplinar e dinâmico para esse campo educacional à época. Dessa maneira, a Revista serviu como meio de acesso para que os militares, e também os civis de diversas funções (professores, médicos e inspetores de ensino), fizessem circular, na sociedade civil, os princípios pedagógicos e as propostas de uma normatização usadas pelo Exército, sendo a publicação utilizada como estratégia para consolidar o discurso cujo estabelecimento de uma pedagogia do corpo atendesse ao projeto de modernidade em favor de uma Nação mais forte, saudável e civilizada
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4824
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo6422_1.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.