Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4731
Título: A Educação Física no Contexto da Política De Educação Municipal: analisando a experiência do município de Camaragibe-PE
Autor(es): Lúcia Felix dos Santos, Ana
Palavras-chave: Educação Física;Políticas Públicas;Proposta Curricular
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Lúcia Felix dos Santos, Ana; Maria Lins de Azevedo, Janete. A Educação Física no Contexto da Política De Educação Municipal: analisando a experiência do município de Camaragibe-PE. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: Este estudo objetivou conhecer o processo pelo qual foi criada e implementada, como uma política pública, a Proposta Curricular para a Educação Física escolar para a rede de ensino do município de Camaragibe-PE, que tem como enfoque teórico-metodológico os pressupostos da perspectiva crítico-superadora. A partir de uma abordagem dialética, a pesquisa, de caráter qualitativo, procurou apreender como se processou a construção de um programa de ação de uma gestão municipal que se proclama democrático-popular, cujas diretrizes se contrapõem àquelas de cunho neoliberal, traçadas pelo poder central para as políticas sociais. Considerando as múltiplas dimensões que envolvem o fenômeno e focalizando as relações entre o poder central e o local, no contexto da reforma do Estado e dos padrões atuais das políticas públicas, tratou-se das diversas abordagens para a Educação Física, destacando-se as que integram o movimento renovador dessa disciplina, na configuração dos elementos teóricos que nortearam a análise dos dados obtidos, os quais foram levantados por meio de entrevistas, de documentos e de outras fontes secundárias. As análises revelaram que o programa de ação encontrou na gestão municipal um espaço político-pedagógico favorável ao seu movimento, ao mesmo tempo em que se mostrou fundamental à vinculação dos professores da rede ao movimento nacional de renovação da Educação Física. A marca da gestão democrático-popular permitiu um processo que contou com a participação efetiva dos professores, garantindo que os atores formuladores sejam, também, os executores do programa. Mesmo se tendo observado a adoção de uma perspectiva emancipatória no trato do conhecimento da Educação Física, foram encontrados limites na concretização da política, como a precariedade da rede física escolar, os preconceitos com a disciplina e o caráter piloto do programa de ação, o que não invalida a sua dimensão inovadora, apesar de suscitar reflexões quanto às condições necessárias para a sua ampliação
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/4731
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Educação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5850_1.pdf643,03 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.