Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/471
Title: Homens cornos e mulheres gaieiras : infidelidade conjugal, honra, humor e fofoca num bairro popular de Recife/Pe
Authors: Luciana de Aquino, Francisca
Keywords: Infidelidade Conjugal;Honra;Humor;Gênero;Fofoca
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Luciana de Aquino, Francisca; Felipe Rios do Nascimento, Luis. Homens cornos e mulheres gaieiras : infidelidade conjugal, honra, humor e fofoca num bairro popular de Recife/Pe. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: Este trabalho abordou os sentidos atribuídos ao homem traído, chamado de corno , e à mulher que trai o marido, classificada de gaieira , a partir das redes de parentesco, de vizinhança e de fofoca. A intenção residiu em pensar a construção das honras masculina e feminina a partir das reflexões sobre gênero, honra, humor e conjugalidade. Para tanto, adotei como metodologia a participação observante e a entrevista como complementação dos dados. Nesta pesquisa, a fofoca se constituiu numa ferramenta importante de coleta de dados sobre os casos envolvendo infidelidade conjugal no bairro. Percebi que os homens traídos e as mulheres infiéis eram alvos de estigmas, fofocas depreciativas e vivenciavam em seu cotidiano a desonra social. Nesta direção, a mulher que trai o marido leva a fama de gaieira e de mulher safada . Ademais, mulheres que mantêm relacionamentos conjugais simultâneos com dois homens sinalizam práticas poliândricas num país onde vigora os valores auferidos à monogamia. Ao mesmo tempo, a figura do corno causava risos e brincadeiras nas pessoas ao se revelar cômica e divertida. O caráter jocoso dessa figura masculina ocorre por conta da associação simbólica entre o homem traído e os animais com chifres; no caso, o boi simboliza a figura do corno e revela a fragilidade e a desonra do homem porque ele não conseguiu manter a mulher sob controle. Desse modo, as masculinidades dos homens cornos são alvos prediletos de brincadeiras nas ruas e em dois rituais que ocorrem no ambiente do bar dos chifrudos e na festividade do bloco carnavalesco boi chifrudo . Aliás, os homens podem reagir de modos distintos diante da infidelidade da mulher. Em linhas gerais, identifiquei que homens cornos agridem suas esposas e/ou os amantes delas; e outros não reagem com atos agressivos, inclusive, alguns deles mantêm seu relacionamento conjugal. Nesta pesquisa, a honra dos homens está fortemente articulada com o humor. De modo que, até a violência doméstica é legitimada pelas brincadeiras e pelos risos suscitados pela figura do corno . Nessa perspectiva, os homens se conformam com sua condição de corno a partir do viés humorístico, pois, eles passam a brincar publicamente com sua própria desonra social. Em suma, os homens que foram ou são traídos pelas mulheres, assim como as mulheres que traíram ou traem seus maridos, estão sujeitos a vivenciarem, respectivamente, as condições de corno e a de gaieira , já que tais estigmas não desaparecem, pelo contrário, continuam operando na vida social local
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/471
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1022_1.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.